sicnot

Perfil

Desporto

Jonas torna-se cidadão italiano e conta como jogador comunitário

O futebolista brasileiro Jonas, do Benfica, tornou-se hoje também cidadão italiano, passando a contar como atleta comunitário na lista de inscritos das águias para a Liga dos Campeões, anunciou o jogador na sua página oficial de Facebook.

JOS\303\211 SENA GOUL\303\203O

"Finalmente cidadão italiano! Em época de sorteio da Champions, que reúne os principais clubes da Europa, recebo esta maravilhosa noticia", afirmou o avançado, que vai iniciar a segunda temporada de águia ao peito.

O internacional brasileiro, que agora adquire também nacionalidade italiana, proveniente dos seus antepassados, acrescentou ainda que espera aproveitar o passaporte transalpino, cuja aquisição é vista como uma prenda pessoal e profissional.

Jonas, de 31 anos e que marcou 31 golos em 35 jogos realizados pelos encarnados em 2014/15, abre assim uma vaga para extracomunitários na lista de inscritos do Benfica para disputar a fase de grupos da Liga dos Campeões.

Lusa

  • Os apelos de Marcelo para a reforma do Estado
    1:36

    País

    O Presidente da República lamentou este sábado que o consenso para uma reforma do Estado seja um sonho adiado. No enceramento do congresso "Portugal no Futuro", Marcelo Rebelo de Sousa apelou a entendimentos em áreas estratégicas e defendeu que é preciso passar as palavras à ação, o quanto antes.

    Débora Henriques

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52