sicnot

Perfil

Desporto

Belenenses com vantagem para regressar à alta roda do futebol europeu

O Belenenses pode garantir o regresso às competições europeias de futebol, com um lugar na fase de grupos da Liga Europa, ao receber os austríacos do Altach, depois de ter vencido fora (1-0).

Lusa

A equipa treinada por Ricardo Sá Pinto estará de sobreaviso em relação ao que aconteceu ao Vitória de Guimarães, que na terceira pré-eliminatória perdeu com este mesmo Altach, fora (2-1) e em casa (4-1).

Na primeira mão, os 'azuis' do Restelo conseguiram melhor do que os minhotos, graças a um golo de Tiago Caeiro, que deixa a equipa com algum conforto para o jogo no Estádio do Restelo, agendado para quinta-feira (21:30).

Sá Pinto ainda não venceu no campeonato, empates em casa com o Rio Ave (3-3) e fora com o Vitória de Guimarães (1-1), mas tudo está encaminhado para que a equipa possa fazer companhia ao Sporting de Braga na fase de grupos.

O Belenenses marcou presença na segunda competição da UEFA pela última vez em 2007/08, quando então foi eliminado na primeira ronda pelo poderoso Bayern Munique, e é precisar recuar até 1988/89 para assinalar uma presença anterior.

Na quinta-feira são 22 as equipas que tentarão um lugar na fase de grupos e algumas delas com um cunho bem português: ora com treinadores ou jogadores nas suas fileiras.

Entre as quais o PAOK Salónica, com Ricardo Costa e Miguel Vítor a titulares, que golearam em casa os dinamarqueses do Brondy (5-0) e têm o caminho aberto ao apuramento, ou o Fenernahçe, de Vítor Pereira, que venceu fora os gregos do Atromitos (1-0).

Na equipa turca figuram os portugueses Bruno Alves, Nani e Raul Meireles, que foram titulares, e do banco saiu o internacional holandês Van Persie, autor do único golo aos 90 minutos.

Com entrada longe de estar garantida está o Panathinaikos, de Zeca, que recebe o Qabala, depois de um nulo no Azerbaijão, enquanto o Standard Liège, de Jorge Teixeira, perdeu fora com o Molde (2-0) e está em risco.

Os romenos do Astra, de Pedro Queirós, viajam até à casa do AZ Alkmaar com uma vantagem perigosa de 3-2, enquanto o Sparta de Praga, de Marco Paixão, visita o Thun, de Nelson Ferreira, com a vantagem de 3-1.

O Videoton, de Filipe Teixeira, terá muitas dificuldades para seguir em frente, depois da derrota na primeira mão (3-0) em casa dos polacos do Lech Poznan.

Nesta Liga Europa destaque também para o Southampton, revelação em grande parte da última temporada na Liga Inglesa, que empatou em casa com os dinamarqueses do Midtjylland (1-1), com José Fonte a titular e Cédric no banco.

Os 'saints' precisam de fazer mais caso queiram ultrapassar os líderes do campeonato dinamarquês.

Nos jogos da segunda mão dos 'play-offs' da Liga Europa nota também para o histórico Borussia Dortmund, que venceu fora os noruegueses do Odd (4-3), depois de ter estado a perder por 3-0.

O Ajax viaja até à República Checa com a vantagem de 1-0 conseguida em casa frente ao Jablonec, a mesma que o Bordéus tem frente aos cazaques do Kairat, e o Athletic Bilbau tentará que lhe sirva o triunfo por 3-2 com os eslovacos do Zilna.

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.