sicnot

Perfil

Desporto

Belenenses com vantagem para regressar à alta roda do futebol europeu

O Belenenses pode garantir o regresso às competições europeias de futebol, com um lugar na fase de grupos da Liga Europa, ao receber os austríacos do Altach, depois de ter vencido fora (1-0).

Lusa

A equipa treinada por Ricardo Sá Pinto estará de sobreaviso em relação ao que aconteceu ao Vitória de Guimarães, que na terceira pré-eliminatória perdeu com este mesmo Altach, fora (2-1) e em casa (4-1).

Na primeira mão, os 'azuis' do Restelo conseguiram melhor do que os minhotos, graças a um golo de Tiago Caeiro, que deixa a equipa com algum conforto para o jogo no Estádio do Restelo, agendado para quinta-feira (21:30).

Sá Pinto ainda não venceu no campeonato, empates em casa com o Rio Ave (3-3) e fora com o Vitória de Guimarães (1-1), mas tudo está encaminhado para que a equipa possa fazer companhia ao Sporting de Braga na fase de grupos.

O Belenenses marcou presença na segunda competição da UEFA pela última vez em 2007/08, quando então foi eliminado na primeira ronda pelo poderoso Bayern Munique, e é precisar recuar até 1988/89 para assinalar uma presença anterior.

Na quinta-feira são 22 as equipas que tentarão um lugar na fase de grupos e algumas delas com um cunho bem português: ora com treinadores ou jogadores nas suas fileiras.

Entre as quais o PAOK Salónica, com Ricardo Costa e Miguel Vítor a titulares, que golearam em casa os dinamarqueses do Brondy (5-0) e têm o caminho aberto ao apuramento, ou o Fenernahçe, de Vítor Pereira, que venceu fora os gregos do Atromitos (1-0).

Na equipa turca figuram os portugueses Bruno Alves, Nani e Raul Meireles, que foram titulares, e do banco saiu o internacional holandês Van Persie, autor do único golo aos 90 minutos.

Com entrada longe de estar garantida está o Panathinaikos, de Zeca, que recebe o Qabala, depois de um nulo no Azerbaijão, enquanto o Standard Liège, de Jorge Teixeira, perdeu fora com o Molde (2-0) e está em risco.

Os romenos do Astra, de Pedro Queirós, viajam até à casa do AZ Alkmaar com uma vantagem perigosa de 3-2, enquanto o Sparta de Praga, de Marco Paixão, visita o Thun, de Nelson Ferreira, com a vantagem de 3-1.

O Videoton, de Filipe Teixeira, terá muitas dificuldades para seguir em frente, depois da derrota na primeira mão (3-0) em casa dos polacos do Lech Poznan.

Nesta Liga Europa destaque também para o Southampton, revelação em grande parte da última temporada na Liga Inglesa, que empatou em casa com os dinamarqueses do Midtjylland (1-1), com José Fonte a titular e Cédric no banco.

Os 'saints' precisam de fazer mais caso queiram ultrapassar os líderes do campeonato dinamarquês.

Nos jogos da segunda mão dos 'play-offs' da Liga Europa nota também para o histórico Borussia Dortmund, que venceu fora os noruegueses do Odd (4-3), depois de ter estado a perder por 3-0.

O Ajax viaja até à República Checa com a vantagem de 1-0 conseguida em casa frente ao Jablonec, a mesma que o Bordéus tem frente aos cazaques do Kairat, e o Athletic Bilbau tentará que lhe sirva o triunfo por 3-2 com os eslovacos do Zilna.

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.