sicnot

Perfil

Desporto

Fábio Coentrão assume felicidade por representar Mónaco

O futebolista internacional português Fábio Coentrão assumiu hoje a felicidade com a sua transferência para os franceses do Mónaco, por empréstimo do Real Madrid, até ao final da temporada.

Francisco Seco

"É prazer estar aqui, representar este clube. Estou muito feliz, espero que tudo corra bem", afirmou Coentrão, à estação televisiva do clube monegasco, treinado pelo português Leonardo Jardim e que conta ainda com Ricardo Carvalho, João Moutinho, Bernardo Silva, Ivan Cavaleiro e Hélder Costa.

Fábio Coentrão, de 27 anos, chegou aos 'merengues' no início da época 2011/12, proveniente do Benfica, que o contratou em 2007/08 ao Rio Ave, clube em que cumpriu a sua formação. Antes de se afirmar nos 'encarnados', o lateral-esquerdo alinhou por empréstimo em clubes como Nacional, Saragoça e Rio Ave.

Coentrão custou 30 milhões de euros ao Real Madrid, tendo um vínculo com os madridistas válido até ao final de junho de 2018.

Lusa

  • Rui Vitória não espera facilidades frente ao Tondela
    1:34

    Desporto

    O líder do campeonato, o Benfica, recebe este domingo o último classificado, o Tondela. Na conferência de antevisão do encontro, Rui Vitória afirmou que não espera facilidades. O treinador do Benfica falou ainda de Sebastian Coates.

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.