sicnot

Perfil

Desporto

Martial diz que a familia tem 'medo' dos valores envolvidos na sua transferência

O futebolista francês Anthony Martial disse esta quarta-feira que a sua família "tem um pouco de medo" do montante envolvido na sua transferência para o Manchester United, num negócio estimado em 80 milhões de euros.

Martial, de 19 anos, que foi confirmado na terça-feira como reforço dos 'red devils', proveniente do Mónaco, disse que vai permanecer "concentrado", apesar do valor da sua transferência. (Arquivo)

Martial, de 19 anos, que foi confirmado na terça-feira como reforço dos 'red devils', proveniente do Mónaco, disse que vai permanecer "concentrado", apesar do valor da sua transferência. (Arquivo)

© Eric Gaillard / Reuters

"A minha família está muito contente pela transferência para o Manchester United, embora tenha algum receio dos valores envolvidos na mesma", afirmou o avançado gaulês, na sua primeira conferência de imprensa ao serviço da seleção francesa.

Martial, de 19 anos, que foi confirmado na terça-feira como reforço dos 'red devils', proveniente do Mónaco, disse ainda que vai permanecer "concentrado", apesar do valor da sua transferência.

"Não sei se valho esse montante, pois é um pouco 'louco' para um jogador da minha idade. No entanto, isto é o 'mercado' do futebol e tento abstrair-me, mantendo-me concentrado na minha 'bolha'", acrescentou o jovem jogador.

O avançado foi convocado pela primeira vez pelo selecionador gaulês Didier Deschamps e pode estrear-se como internacional frente a Portugal, no jogo particular de sexta-feira, em Lisboa.

"Foi difícil gerir as emoções de ser convocado para a seleção francesa e da transferência para o Manchester United. No entanto, é um verdadeiro sonho estar aqui na seleção de França", disse ainda o avançado, que foi orientado na temporada passada pelo português Leonardo Jardim.

Lusa

  • "Este é o elefante na sala sobre a saúde!"
    1:43

    País

    Catarina Martins acusa o Governo de estar alinhado com a direita na promoção de negócios privados na área da saúde. O Bloco de Esquerda quer uma nova lei de bases aprovada até ao final da legislatura e arrancou ontem com um ciclo nacional de sessões públicas para defender o Serviço Nacional de Saúde.

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "No meu bairro perguntam-me se a medalha é de ouro e dizem que ma vão roubar e vender"
    4:46
  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05