sicnot

Perfil

Desporto

Corona e Osvaldo estreiam-se a marcar pelo FC Porto em particular frente ao Penafiel

Os futebolistas Jesús Corona e Pablo Osvaldo, reforços do FC Porto para 2015/16, estrearam-se esta sexta-feira a marcar pelos 'dragões', num particular frente ao Penafiel (3-1) em que Sérgio Oliveira também 'faturou'.

O internacional italiano Pablo Osvaldo foi contratado no início do mês de agosto.

O internacional italiano Pablo Osvaldo foi contratado no início do mês de agosto.

© Duarte Sa / Reuters

O mexicano Jesús Corona assinou pelos 'azuis e brancos' segunda-feira, dia em que encerrou o mercado de transferências, enquanto o internacional italiano Pablo Osvaldo foi contratado no início do mês de agosto.

A sessão de trabalho dos 'dragões' contou ainda com a presença de três jogadores da equipa B, João Costa, Víctor García e Fede Varela, chamados para o jogo frente ao conjunto da II Liga, disputado no Centro de Treinos do Olival.

Ausentes do último treino semanal estiveram Maxi Pereira, Martins Indi, Danilo Pereira, André André, Varela, Brahimi, Aboubakar, Casillas, Miguel Layún, Herrera, Rúben Neves e Raúl Gudiño, ao serviço das respetivas seleções.

O plantel do FC Porto, que lidera a Liga portuguesa em igualdade pontual com Sporting e Arouca, vai agora gozar dois dias de folga, regressando aos trabalhos na segunda-feira, às 10:30 horas no Olival, com 15 minutos abertos à comunicação social.

  • Médicos e ministro da Saúde voltam hoje às negociações

    País

    O Ministério da Saúde deverá apresentar uma proposta que poderá ser decisiva para a convocação ou não de uma nova greve. O Sindicato Independente dos Médicos e a Federação Nacional de Médicos tinham anunciado, no dia 11 de agosto, que vão realizar uma greve de dois dias na primeira semana de outubro, se a nova proposta negocial não levar em conta o que reivindicam.

  • PJ de Portimão deteve italiano foragido
    0:55

    País

    A Polícia Judiciária de Portimão deteve em Lagos um homem italiano que aguardava extradição. O antigo piloto de automóveis esteve foragido durante quase um ano, depois de ter cortado a pulseira eletrónica.