sicnot

Perfil

Desporto

Recuperação de Pinto da Costa "está a correr muito bem"

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, está a recuperar "muito bem" da intervenção cirúrgica para extração da vesícula, à qual foi submetido no passado sábado, segundo a edição de hoje do boletim informativo dos dragões na Internet.

(Arquivo)

(Arquivo)

Paulo Duarte / AP


"A recuperação da intervenção cirúrgica de Jorge Nuno Pinto da Costa está a correr muito bem e em breve o presidente do FC Porto receberá alta do Hospital de São João, podendo depois reiniciar a atividade diária normal, após mais uns dias de convalescença em casa", lê-se na newsletter Dragões Diário.

Pinto da Costa, de 77 anos, foi submetido colecistectomia (extração da vesícula biliar), no passado sábado, 29 de agosto, tendo a intervenção ocorrido "sem problemas", depois de dois dias de internamento, devido a uma crise de vesícula.

Lusa

  • Rui Vitória não espera facilidades frente ao Tondela
    1:34

    Desporto

    O líder do campeonato, o Benfica, recebe este domingo o último classificado, o Tondela. Na conferência de antevisão do encontro, Rui Vitória afirmou que não espera facilidades. O treinador do Benfica falou ainda de Sebastian Coates.

  • O primeiro dia de Donald Trump na Casa Branca
    3:05
  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.