sicnot

Perfil

Desporto

Malásia-Arábia Saudita suspenso devido ao mau comportamento dos adeptos

O jogo entre a Malásia e a Arábia Saudita, da qualificação asiática para o Mundial2018 de futebol, foi hoje suspenso após adeptos malaios terem lançado tochas para o relvado, deixando o estádio coberto de fumo.

© Olivia Harris / Reuters

Com o resultado em 1-2 a favor dos sauditas, aos 88 minutos, os adeptos da casa começaram a lançar vários objetos para o campo, ainda na sequência da frustração da derrota 10-0 sofrida na passada semana frente aos Emirados Árabes Unidos.

"O jogo foi suspenso. A FIFA tomará posteriormente uma posição final", escreveu a Federação de Futebol da Malásia no seu twitter oficial.

Os 'ultras' malaios colocaram o recinto 'submerso' em fumo, obrigando jogadores e responsáveis de ambas as seleções a refugiar-se nos balneários, escoltados pela polícia.

Horas antes, o selecionador interino da Malásia, Ong Kim Swee, tinha pedido aos adeptos para não perturbarem o jogo com a Arábia Saudita.

"Os adeptos têm o direito de mostrar insatisfação. Mas hoje espero que apoiem a seleção da Malásia", disse o selecionador olímpico dos malaios, citado pela agência AFP.

O encontro com a Arábia Saudita, da segunda fase do Grupo A de apuramento asiático ao Mundial2018, segue-se à invulgar derrota com os Emirados Árabes Unidos, que originou a saída do treinador Dollah Salleh do comando técnico da seleção.

Lusa

  • A Catalunha "está farta da prepotência e dos abusos do governo"
    0:30
  • "Não há um verdadeiro debate democrático em Espanha"
    2:24
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    No Quadratura do Círculo desta quinta-feira, José Pacheco Pereira disse que este braço de ferro em território espanhol reforça a linha autoritária que existe em Espanha. Jorge Coelho considera que é urgente recorrer à diplomacia para definir um caminho a médio ou a longo prazo. Já o gestor Manuel Queiró afirma que Portugal não deve encarar este referendo com condescendência. 

  • Uber perde licença para operar em Londres

    Economia

    O regulador de transporte de Londres decidiu hoje que vai retirar à Uber a licença para operar na capital britânica. A proibição entra em vigor no final deste mês e vai afetar 40 mil motoristas da empresa multinacional norte-americana.

  • A corrida ao iPhone 8 no Japão, China e Austrália
    2:04
  • Óculos inteligentes permitem controlar telemóvel com o nariz
    1:05
  • Família Portugal Ramos
    15:01