sicnot

Perfil

Desporto

Sporting revela que SAD registou melhores resultados operacionais da sua história

A Sporting SAD registou os melhores resultados operacionais da sua história, no valor de 23,4 milhões de euros, revelou hoje o Sporting, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O Tribunal Arbitral do Desporto revogou hoje a suspensão de Bruno de Carvalho

O Tribunal Arbitral do Desporto revogou hoje a suspensão de Bruno de Carvalho

MIGUEL A. LOPES / Lusa

"Na época desportiva 2014/15 a Sporting SAD apurou os melhores resultados operacionais da sua história, no valor de 23.463 milhares de euros. No mesmo período, a Sociedade apresenta um resultado líquido positivo em 19.333 milhares de euros", pode ler-se na nota enviada à CMVM.

Na base destes resultados, a SAD 'leonina' refere que a variação nos resultados líquidos face ao exercício anterior (368 milhares de euros) encontra suporte, essencialmente, "no forte aumento de rendimentos (proveitos e outros) em quase 13 milhões de euros, bem como por uma mais eficiente gestão das transações com passes dos atletas, que permitiram gerar um rendimento líquido superior a 17,1 milhões de euros (10,8 no exercício económico anterior)".

Já ao nível dos rendimentos, a SAD 'verde e branca' refere que o aumento verificado, superior a 23 milhões de euros, é justificado, sobretudo, pelo efeito combinado de aumento das receitas provenientes da participação na Liga dos Campeões e Liga Europa, no incremento das receitas com bilhética e no aumento das receitas com publicidade e patrocínios.

No âmbito dos gastos, a Sporting SAD revela ter havido no exercício de 2014/15 um aumento, em valor absoluto, dos gastos totais incorridos.

"Não ocorreu, contudo, qualquer inversão na política de contenção de gastos, mas, antes sim, uma aposta numa maior dinâmica da atividade, tendo em vista posicionar a Sporting SAD, de forma permanente, entre as melhores equipas portuguesas, da qual decorreu a assumpção de maiores encargos", lê-se na nota.

O Sporting acrescenta que na época desportiva 2014/15 manteve uma forte política de contenção em matéria de encargos com o pessoal, que representam 48% da estrutura de gastos operacionais (59% em 2013/14).

"Realce-se, contudo, que os custos com o pessoal - cujo valor absoluto permanece inalterado face ao verificado na época desportiva que lhe precedeu - incorporam uma diminuição de 40% face aos gastos da mesma natureza incorridos em 2012/13", acrescenta.

Deste modo, segundo o Sporting, os capitais próprios sofreram um incremento superior a 125 milhões de euros, os quais se apresentam como positivos em 30 de junho de 2015 no montante de 7.043 milhares de euros (eram negativos em 118.030 milhares de euros, em 30 de

junho de 2014), "o que acontece pela primeira vez em largos anos".

A SAD 'leonina' sublinha que o exercício económico 2014/15 fica marcado pela continuidade do plano de reestruturação financeiro e organizativo da Sporting SAD, implementado inicialmente no exercício económico anterior.

"Foi com enorme satisfação que o conselho de administração da Sporting SAD viu, em maio de 2015, reconhecido pelo Comité de Controlo Financeiro dos clubes da UEFA, entidade que fiscaliza o cumprimento das regras de 'fair play' financeiro, o trabalho desenvolvido nestes últimos dois anos pelo atual conselho de administração, que, herdando um processo daquela instituição face aos prejuízos acumulados pela anterior administração na ordem dos 85 milhões de euros em duas épocas, conseguiu uma recuperação financeira que de imediato suspendeu o risco de sanções mais gravosas e que poderiam levar à suspensão da participação pela Sporting SAD em competições europeias e demais possíveis sanções pecuniárias e disciplinares", sublinhou.

A finalizar, a nota destaca que em 30 de junho de 2015 o passivo total da Sporting SAD ascendia a 228,4 milhões de euros, inferior em 36,2 milhões de euros face ao verificado no mesmo dia de 2014, o que representa uma diminuição de 14%.

Lusa

  • UGT reivindica que salário mínimo ultrapasse os 600€
    0:26

    Economia

    O secretário-geral da UGT reivindica que até 2019 o salário mínimo nacional ultrapasse os 600 euros. Este sábado, num congresso distrital na Guarda, Carlos Silva considerou que o Governo tem condições para ir mais além e voltou a defender que para o próximo ano o patamar mínimo para a negociação deve ser os 585 euros.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Franceses em protesto contra reformas de Macron
    1:04
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.

  • Tony Carreira em Paris com sala cheia
    2:36

    Cultura

    O cantor Tony Carreira actuou ontem em Paris e teve sala cheia a aplaudir os temas que o tornaram conhecido há quase 30 anos. As recentes acusações de plágio não parecem afectar a popularidade do artista, que vai continuar em tournée. A Sic acompanhou o artista neste concerto.