sicnot

Perfil

Desporto

Sporting revela que SAD registou melhores resultados operacionais da sua história

A Sporting SAD registou os melhores resultados operacionais da sua história, no valor de 23,4 milhões de euros, revelou hoje o Sporting, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O Tribunal Arbitral do Desporto revogou hoje a suspensão de Bruno de Carvalho

O Tribunal Arbitral do Desporto revogou hoje a suspensão de Bruno de Carvalho

MIGUEL A. LOPES / Lusa

"Na época desportiva 2014/15 a Sporting SAD apurou os melhores resultados operacionais da sua história, no valor de 23.463 milhares de euros. No mesmo período, a Sociedade apresenta um resultado líquido positivo em 19.333 milhares de euros", pode ler-se na nota enviada à CMVM.

Na base destes resultados, a SAD 'leonina' refere que a variação nos resultados líquidos face ao exercício anterior (368 milhares de euros) encontra suporte, essencialmente, "no forte aumento de rendimentos (proveitos e outros) em quase 13 milhões de euros, bem como por uma mais eficiente gestão das transações com passes dos atletas, que permitiram gerar um rendimento líquido superior a 17,1 milhões de euros (10,8 no exercício económico anterior)".

Já ao nível dos rendimentos, a SAD 'verde e branca' refere que o aumento verificado, superior a 23 milhões de euros, é justificado, sobretudo, pelo efeito combinado de aumento das receitas provenientes da participação na Liga dos Campeões e Liga Europa, no incremento das receitas com bilhética e no aumento das receitas com publicidade e patrocínios.

No âmbito dos gastos, a Sporting SAD revela ter havido no exercício de 2014/15 um aumento, em valor absoluto, dos gastos totais incorridos.

"Não ocorreu, contudo, qualquer inversão na política de contenção de gastos, mas, antes sim, uma aposta numa maior dinâmica da atividade, tendo em vista posicionar a Sporting SAD, de forma permanente, entre as melhores equipas portuguesas, da qual decorreu a assumpção de maiores encargos", lê-se na nota.

O Sporting acrescenta que na época desportiva 2014/15 manteve uma forte política de contenção em matéria de encargos com o pessoal, que representam 48% da estrutura de gastos operacionais (59% em 2013/14).

"Realce-se, contudo, que os custos com o pessoal - cujo valor absoluto permanece inalterado face ao verificado na época desportiva que lhe precedeu - incorporam uma diminuição de 40% face aos gastos da mesma natureza incorridos em 2012/13", acrescenta.

Deste modo, segundo o Sporting, os capitais próprios sofreram um incremento superior a 125 milhões de euros, os quais se apresentam como positivos em 30 de junho de 2015 no montante de 7.043 milhares de euros (eram negativos em 118.030 milhares de euros, em 30 de

junho de 2014), "o que acontece pela primeira vez em largos anos".

A SAD 'leonina' sublinha que o exercício económico 2014/15 fica marcado pela continuidade do plano de reestruturação financeiro e organizativo da Sporting SAD, implementado inicialmente no exercício económico anterior.

"Foi com enorme satisfação que o conselho de administração da Sporting SAD viu, em maio de 2015, reconhecido pelo Comité de Controlo Financeiro dos clubes da UEFA, entidade que fiscaliza o cumprimento das regras de 'fair play' financeiro, o trabalho desenvolvido nestes últimos dois anos pelo atual conselho de administração, que, herdando um processo daquela instituição face aos prejuízos acumulados pela anterior administração na ordem dos 85 milhões de euros em duas épocas, conseguiu uma recuperação financeira que de imediato suspendeu o risco de sanções mais gravosas e que poderiam levar à suspensão da participação pela Sporting SAD em competições europeias e demais possíveis sanções pecuniárias e disciplinares", sublinhou.

A finalizar, a nota destaca que em 30 de junho de 2015 o passivo total da Sporting SAD ascendia a 228,4 milhões de euros, inferior em 36,2 milhões de euros face ao verificado no mesmo dia de 2014, o que representa uma diminuição de 14%.

Lusa

  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • Sociedade de Pneumologia recomenda cuidados com calor e incêndios

    País

    A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) alertou esta quarta-feira para os riscos respiratórios decorrentes dos incêndios e temperaturas elevadas, sobretudo para quem sofre de doenças crónicas, propondo medidas preventivas e recordando o aumento de mortalidade associado ao calor.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira

  • "Estou grávida! Estou a morrer!"
    1:14
  • Mulher vive sozinha numa ilha há 40 anos

    Mundo

    Zoe Lucas é a única pessoa a viver numa ilha canadiana, no norte do Atlântico. Nas últimas quatro décadas, a mulher de 67 tem partilhado a ilha Sable com cerca de 400 cavalos selvagens e 350 espécies de pássaros.