sicnot

Perfil

Desporto

Roberta Vinci vence Venus Williams e confirma inédita final italiana

A italiana Roberta Vinci qualificou-se hoje para a final do US Open em ténis, quarto 'Grand Slam' da temporada, ao derrotar a favorita norte-americana Serena Williams, por 2-6, 6-4 e 6-4.

© Mike Segar / Reuters

Na segunda meia-final do dia, a segunda surpresa, ambas favoráveis a jogadoras italianas, com Flavia Pennetta e Roberta Vinci a escreverem história no ténis italiano, que, pela primeira vez, e logo a dobrar, tem uma representante na final de um 'major'.

Quanto a Serena Williams, acabou por ver desfeito o sonho de conseguir o 'Grand Slam' de calendário, acabando derrotada no último 'major' da temporada, no qual defendia também o titulo conquistado em 2014.

A norte-americana, destacada líder do 'ranking' WTA, era a grande favorita para este encontro, até porque, aos 32 anos, Vinci, 43.ª jogadora mundial, nunca tinha chegado tão longe num grande torneio na variante de singulares.

'Empurrada' pelo público, Serena entrou no jogo mais assertiva do que a italiana, que acabou derrotada no primeiro parcial face a 16 'winners' de Serena, contra apenas três seus.

Mas, nos segundo e terceiro parciais, a italiana melhorou o seu serviço e encontrou antidoto para o jogo agressivo, mas pouco assertivo, de Serena, conseguindo quebrar o serviço por uma vez no segundo 'set' e por duas no terceiro.

Com um duplo 6-4 nos segundo e terceiro parciais, fechados em 2:00 horas de encontro, a italiana marcou encontro na final de sábado com a compatriota Flavia Pennetta, que momentos antes superou a romena Simona Halep rumo à final de sábado.

Lusa

  • Morreu Miguel Beleza, antigo ministro das Finanças e governador do BdP
    1:34
  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.