sicnot

Perfil

Desporto

UEFA intensifica luta contra o doping e aperta regras para o Euro 2016

A UEFA anunciou hoje a introdução, a partir de 01 de janeiro de 2016, do passaporte biológico para esteroides, destinado "a todos os jogadores suscetíveis de serem selecionados" para o Campeonato da Europa de futebol.

© Charles Platiau / Reuters

Esta medida, do mesmo programa da Agência Mundial Antidopagem (AMA), visa melhorar a identificação do uso de esteroides e é, de acordo com a UEFA, "um fortalecimento do conjunto de regras relacionadas com os locais da equipa e do jogador".

Será necessário também "o armazenamento de longa data, que permita a identificação retrospetiva de substâncias proibidas e, por último, a continuação do programa de testes de urina e sangue, dentro e fora das competições".

No comunicado, o organismo europeu salienta a colaboração com as organizações nacionais antidopagem de países com equipas na Liga dos Campeões, nomeadamente da Alemanha, Holanda, Espanha, Bélgica, Grã-Bretanha, Suécia, França e Itália e que outros se vão seguir.

Em relação ao Euro2016, os controlos serão apertados a partir de janeiro, numa articulação entre a UEFA, as autoridades antidopagem nacionais e a agência francesa, representante do país organizador da competição.

"As seleções serão controladas nos estágios anteriores à competição e após a sua chegada a França", refere a UEFA, adiantando que durante a competição os controlos sanguíneos e de urina "serão aprofundados em todos os jogos".

Lusa

  • Um retrato devastador do "pior dia do ano"
    2:47