sicnot

Perfil

Desporto

FC Porto renova com Hector Herrera até 2019

O internacional mexicano Hector Herrera renovou contrato com o FC Porto por mais duas épocas, ficando vinculado aos portistas até 2019, anunciou hoje o vice-campeão português de futebol na sua 'newsletter' diária.

Hector Herrera

Hector Herrera

© Rafael Marchante / Reuters

"Hoje começamos com notícias frescas: Hector Herrera renovou contrato e o vínculo com o FC Porto é agora até 2019, após acordo para prolongar por mais dois anos o vínculo ao nosso clube", lê-se na nota do FC Porto.

O médio, de 25 anos, chegou ao FC Porto em 2013, proveniente do Pachuca, estando a cumprir a terceira época com a camisola dos 'dragões', com a qual já disputou 81 jogos e marcou 11 golos.

Segundo a mesma informação, foi o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, quem "assinou os papéis" pelo clube, duas semanas depois de ter sido submetido a uma intervenção cirúrgica para retirar a vesícula.

"Foi Jorge Nuno Pinto da Costa quem assinou os papéis pelo lado do FC Porto, o que em si mesmo é também uma boa notícia. O regresso do presidente ficou assinalado ainda com a presença no treino e no almoço com a equipa", escreve ainda o clube na sua 'carta' diária.

Pinto da Costa almoçou ainda com a equipa antes dos jogadores convocados por Julen Lopetequi viajarem para Kiev, onde o FC Porto defronta na quarta-feira o Dynamo, na primeira jornada do Grupo G da Liga dos Campeões.

Já aa capital da Ucrânia, o FC Porto realiza hoje o treino de adaptação no Estádio Olímpico de Kiev, findo o qual Lopetegui e um jogador fazem a antevisão do confronto de quarta-feira.

Lusa

  • Marcelo de volta a casa após diagnóstico de gastroenterite aguda
    3:37
  • "Todas as decisões que tomei foi sempre a pensar no Sporting primeiro"
    2:08
  • Saransk tanto anseia por Ronaldo que até lhe fizeram um vídeo e uma música
    3:07
  • Portugal quer atrair imigrantes
    1:28

    País

    O Governo prepara-se para regularizar a situação de 30 mil imigrantes ilegais que vivem em Portugal. De acordo com a edição deste sábado do semanário Expresso, o Executivo pretende também abrir portas a 75 mil novos imigrantes por ano.