sicnot

Perfil

Desporto

FC Porto inicia campanha da Liga dos Campeões com visita ao Dínamo de Kiev

O FC Porto inicia hoje na Ucrânia a corrida ao apuramento para os oitavos de final da Liga dos Campeões de futebol, com visita ao Dínamo de Kiev, na ronda inaugural do grupo G.

© Gleb Garanich / Reuters


Na sua 20.ª participação, os 'dragões' vão defrontar o que poderá ser o maior concorrente a uma vaga na fase seguinte: apesar do mau arranque de época, o Chelsea de José Mourinho é teoricamente favorito no grupo no qual começa por receber os israelitas do Maccabi Telavive.

Campeão europeu em 2004 precisamente sob comando de Mourinho, o FC Porto venceu três encontros e empatou outros tantos em seis jogos na Ucrânia, nunca tendo perdido.

A formação de Julen Lopetegui chegou a Kiev na condição de líder da I Liga portuguesa, com os mesmos 10 pontos do Sporting, após quatro jornadas.

A equipa ucraniana, em que alinha Miguel Veloso, também comanda o seu campeonato, seguindo isolados com 19 pontos em sete desafios, com três pontos de vantagem para o Shakthar Donetsk e cinco para Dnipro e Volyn.

A participação portuguesa na 'Champions' principiou na terça-feira com o Benfica a vencer em casa o estreante Astana, do Cazaquistão, por 2-0, no Grupo C, no qual o Atlético de Madrid ganhou pelo mesmo resultado na visita ao Galatasaray, na Turquia.

  • Condutora que atropelou peregrinos "internada compulsivamente"

    País

    A condutora do veículo que hoje atropelou seis peregrinos na Estrada Nacional 365, em Alcanena, apresentava problemas do foro psicológico e teve de ser internada compulsivamente. O atropelamento esta madrugada fez uma vítima mortal, um homem, e feriu cinco pessoas, uma das quais em estado grave.

  • Maduro deve ser reeleito em eleições contestadas pela oposição
    1:46

    Mundo

    Os venezuelanos elegem hoje o Presidente que deverá estar à frente do país até 2025. Há quatro candidatos, mas Nicolás Maduro é o favorito na corrida. A oposição apelou ao boicote e vários países da América e das Caraíbas, os EUA e a UE já avisaram que não reconhecerão resultados de uma eleição que não é livre nem transparente.

  • A solução de Elon Musk para os engarrafamentos em Los Angeles
    1:23