sicnot

Perfil

Desporto

Armando Evangelista deixa comando técnico do Vitória de Guimarães

O Vitória de Guimarães acertou hoje a rescisão de contrato com o treinador Armando Evangelista, que orientou a equipa nas primeiras cinco jornadas da I Liga de futebol, anunciou o clube num comunicado no sítio oficial.

Armando Evangelista, de 41 anos, substituiu Luiz Felipe no comando técnico da equipa secundária do Vitória na parte final da época de 2012/13, proveniente do Vizela, já depois de ter passado pelas camadas jovens dos vitorianos.

Armando Evangelista, de 41 anos, substituiu Luiz Felipe no comando técnico da equipa secundária do Vitória na parte final da época de 2012/13, proveniente do Vizela, já depois de ter passado pelas camadas jovens dos vitorianos.

SIC

"Por ter entendido que não estavam reunidas as condições necessárias para se manter no comando técnico, o treinador Armando Evangelista solicitou a rescisão do contrato. Por entender as justificações apresentadas, e admitindo que nesta altura esta é a decisão que melhor defende os interesses do Clube, a Administração da SAD vitoriana aceitou a sua solicitação", esclarece a nota.

O treinador, que já não orientou o treino de hoje, deixa os vimaranenses na 11.ª posição, com seis pontos, saindo na sequência do empate 2-2 na visita ao Vitória de Setúbal, numa partida em que a sua equipa entrou a vencer e jogou, praticamente, os 90 minutos em superioridade numérica.

Sob o comando de Evangelista, que tinha comandado a equipa secundária dos vimaranenses nas últimas três temporadas, o Vitória falhou o acesso à fase de grupos da Liga Europa, com duas derrotas frente aos austríacos do Altach, e venceu apenas um dos cinco jogos da I Liga, na receção ao estreante Tondela (1-0).

Armando Evangelista foi o segundo treinador a abandonar o comando técnico de um clube da I Liga portuguesa de futebol, no caso o Vitória de Guimarães, apenas um dia depois de José Viterbo ter deixado a Académica.

A primeira 'chicotada psicológica' da temporada ocorreu no domingo, em Coimbra, onde a Académica somou frente ao Boavista (2-0) a quinta derrota noutros tantos jogos no campeonato, depois de ter sido também eliminada da Taça da Liga, pelo Marítimo (2-1), na quarta-feira.

Viterbo, de 53 anos, foi um 'amuleto' dos 'estudantes' na última temporada, quando sucedeu a Paulo Sérgio, assegurando a permanência, mas o efeito parece ter esmorecido, não conseguindo somar qualquer ponto nas primeiras cinco jornadas da I Liga.

O percurso do Vitória de Guimarães não é tão negativo como o da Académica, contando apenas uma derrota, na visita ao FC Porto (3-0), na primeira jornada, a que se seguiram quatro jogos sem perder, que deixaram a equipa provisoriamente no 13.º lugar com seis pontos, mas não impediram a saída do treinador de 41 anos.

Na época passada, à quinta jornada, já tinham trocado de treinadores os dois clubes que viriam a ser despromovidos, casos do Gil Vicente, que contratou José Mota para o lugar de João de Deus, à terceira, e do Penafiel, em que Rui Quinta substituiu Ricardo Chéu, na quart

  • Governo sírio só aceitará cessar-fogo após retirada de rebeldes
    1:29

    Mundo

    O Presidente sírio Bashar Al- Assad diz que só aceitará um acordo de cessar-fogo em Alepo que inclua a retirada de todos os rebeldes da cidade. Na Alemanha, Merkel considerou que a situação na Síria é vergonhosa devido à incapacidade da comunidade internacional aliviar o conflito.

  • Quando se confunde o pedal do travão com o acelerador
    0:38

    Mundo

    Na China, chegam imagens de um acidente fora do normal. Um homem parou o carro e saiu para cumprimentar um amigo. Enquanto conversavam, a viatura começou a descair lentamente. O condutor correu de imediato para o carro. Com as mãos já no volante, tentou evitar o pior mas em vez de carregar no travão, carregou no acelerador.

  • Como (não) travar no gelo
    1:02

    Mundo

    Um vídeo gravado em Montreal, no Canadá, mostra como é quase impossível travar em estradas cobertas de gelo.