sicnot

Perfil

Desporto

Zico revela que lhe falta apoio das federações para eleições na FIFA

O ex-futebolista internacional brasileiro Zico, que anunciou ser candidato à presidência da FIFA, revelou esta quinta que lhe falta o apoio das cinco federações, uma das condições para concorrer.

O brasileiro salientou que o problema não é ser uma vítima do sistema, num caso que compara ao de Luís Figo, devido ao facto de o português, que chegou a apresentar a candidatura nas eleições de maio, se ter retirado devido a falta mais de apoios. (Arquivo)

O brasileiro salientou que o problema não é ser uma vítima do sistema, num caso que compara ao de Luís Figo, devido ao facto de o português, que chegou a apresentar a candidatura nas eleições de maio, se ter retirado devido a falta mais de apoios. (Arquivo)

© Carlos Jasso / Reuters

O antigo médio explicou em Zurique, à margem de uma reunião do Comité executivo da FIFA, que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) não lhe manifestou qualquer apoio, nem fez qualquer sugestão de aliança de outras, que viabilizasse a candidatura.

A antiga estrela do futebol 'canarinho' está desde segunda-feira em Zurique, onde se encontrou com o ainda presidente, o demissionário Joseph Blatter, e com François Carrard, da comissão de reformas da FIFA.

Zico, de 62 anos, revelou ainda que esteve também com o presidente da Federação de Futebol dos Estados Unidos, Sunil Gulati, e com o vice-presidente da federação japonesa, Khozo Tashima, ambos membros do comité executivo.

"Nenhuma dessas federações me prometeu alguma coisa", frisou o antigo médio, dizendo que também o processo eleitoral precisa de ser reformado, acrescentando que o atual modelo favorece os poderes instalados.

O brasileiro salientou que o problema não é ser uma vítima do sistema, num caso que compara ao de Luís Figo, devido ao facto de o português, que chegou a apresentar a candidatura nas eleições de maio, se ter retirado devido a falta mais de apoios.

Lusa

  • Cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se em Lisboa
    3:55

    Economia

    Perto de cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se esta sexta-feira, em Lisboa. Os números são avançados pelos sindicatos. Os trabalhadores contestam a transferência de funcionários para empresas parceiras da Altice e outras empresas do grupo, sem as mesmas garantias e direitos. A Altice garante que as transferências são legais mas alguns funcionários já levaram o caso a tribunal.

  • Uma viagem aérea pela Lagoa Negra
    1:02
  • Videovigilância regista impacto de sismo na Grécia

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6.7 atingiu na quinta-feira o mar Egeu e causou pelo menos dois mortos e mais de 200 feridos. O momento e o impacto causado pelo abalo foram registados através de uma câmara de videovigilância de um café, na ilha grega de Kos, um dos locais mais afetados.

  • A sátira a Sean Spicer no Saturday Night Live
    1:36

    Mundo

    O estilo de Sean Spicer foi controverso desde o início. A relação conflituosa do ex-assessor da Casa Branca com os jornalistas foi muitas vezes satirizada na comunicação social. Um exemplo é um momento do Saturday Night Live, protagonizado pela atriz Meliissa McCarthy.

  • Músico indiano toca guitarra durante cirurgia ao cérebro

    Mundo

    Abhishek Prasad foi submetido a uma cirurgia ao cérebro esta quinta-feira, num hospital na cidade indiana de Bangalore, após anos e anos a sofrer de dolorosos espasmos nas mãos. O insólito do caso foi que o músico indiano teve de tocar guitarra para ajudar os médicos durante a intervenção cirúrgica.