sicnot

Perfil

Desporto

Mundial do Qatar vai disputar-se entre 21 de novembro e 18 de dezembro de 2022

O Campeonato do Mundo de futebol de 2022, no Qatar, vai disputar-se entre 21 de novembro e 18 de dezembro, decidiu o Comité Executivo da FIFA, reunido hoje em Zurique, na Suíça.

© Naseem Mohammed Bny Huthil /


O Mundial de 2022, que se sucederá ao da Rússia, em 2018, será o primeiro na história do futebol que decorrerá fora de maio, junho ou julho, para escapar às temperaturas elevadas que se registam no Qatar durante esses meses e que ultrapassam regularmente 40º Celsius.

A duração do campeonato também foi encurtada para 28 dias, menos quatro relativamente ao Mundial de 2014, realizado no Brasil, entre 14 junho e 15 de julho, o que obrigará as seleções participantes a terem menos tempo de recuperação entre os jogos.

Da reunião do Comité Executivo resultou também a aprovação da agenda do congresso extraordinário de 26 de fevereiro de 2016, no qual será eleito o sucessor do suíço Joseph Blatter, que se demitiu da presidência da FIFA na sequência do escândalo de corrupção que atingiu o organismo que rege o futebol mundial.

Lusa

  • Circulação retomada na A23, mais de 1.600 operacionais no combate às chamas

    País

    A circulação rodoviária na A23 foi completamente restabelecida ao início da manhã depois de ter estado cortada por causa dos incêndios que, no total, mobilizam mais de 1.600 operacionais e contam com reforço espanhol. Nos vários fogos que atingem o país estão 1.648 operacionais no terreno, apoiados por mais de 500 viaturas e 15 meios aéreos.

  • Marcelo lembra ditadura para deixar elogios à liberdade de imprensa e separação de poderes
    0:29
  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26

    País

    O candidato do PSD à Câmara Municipal de Loures, André Ventura, foi entrevistado esta terça-feira na Edição da Noite da SIC Notícias. Em análise, a polémica em torno das declarações do candidato sobre a comunidade cigana.

    Entrevista SIC Notícias

  • Rajoy nega conhecimento de financiamentos ilegais no PP

    Mundo

    O primeiro-ministro espanhol negou hoje ter conhecimento de um esquema ilegal de financiamento, que envolve vários responsáveis do Partido Popular (PP, direita), que lidera. Durante uma audição no tribunal, Mariano Rajoy garantiu ainda que não aceitou nenhum pagamento ilícito.