sicnot

Perfil

Desporto

João Sousa perde final do torneio de São Petersburgo

O tenista português João Sousa, sétimo cabeça de série, perdeu este domingo com o canadiano Milos Raonic a final do torneio ATP250 de São Petersburgo, na Rússia.

O tenista vimaranense, 53.º do 'ranking' mundial, perdeu com o nono da hierarquia em três 'sets', pelos parciais de 6-3, 3-6 e 6-3, em duas horas e seis minutos.

O tenista vimaranense, 53.º do 'ranking' mundial, perdeu com o nono da hierarquia em três 'sets', pelos parciais de 6-3, 3-6 e 6-3, em duas horas e seis minutos.

ANATOLY MALTSEV / Lusa

O tenista vimaranense, 53.º do 'ranking' mundial, perdeu com o nono da hierarquia em três 'sets', pelos parciais de 6-3, 3-6 e 6-3, em duas horas e seis minutos.

Esta foi a sexta final do circuito, a terceira este ano, que João Sousa disputou na carreira, continuando com apenas um troféu no currículo, conquistado em Kuala Lumpur, na Malásia, em 2013.

Depois desse triunfo, João Sousa disputou as finais de Metz e Bastad, em 2014, e de Genebra e Umag, já este ano, tendo disputado as duas últimas perante o brasileiro Thomas Bellucci e o austríaco Dominic Thiem, respetivamente.

João Sousa perdeu pela terceira vez, em outros tantos confrontos diretos, com Raonic, que já tinha ganho ao português este ano na segunda ronda do Masters 1000 de Monte Carlo, por 3-6 e 6-7 (4-7).

O primeiro embate foi disputado na edição de 2011 do antigo Estoril Open. Nessa ocasião, o canadiano tinha vencido o português na segunda ronda por 6-3 e 6-3.

Para Raonic, este foi o sétimo troféu da carreira, o primeiro em 2015, num total de 15 finais já disputadas.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.