sicnot

Perfil

Desporto

Miguel Oliveira vence GP de Aragão em Moto 3

O português Miguel Oliveira (KTM) venceu hoje a corrida de Moto3 do Grande Prémio de Aragão, em Alcañiz, Espanha, 14ª prova do Mundial de velocidade. Depois de Itália e Holanda, esta foi a terceira vitória da época de Miguel Oliveira, que no próximo ano será "promovido" à categoria de Moto 2, escalão intermédio, ao serviço da Leopard Racing.

JAVIER CEBOLLADA

A prova espanhola só foi decidida nas últimas curvas, com o piloto da KTM a impor-se ao espanhol Jorge Navarro por menos de 2 décimos de segundo.

Em terceiro lugar ficou o italiano Romano Fenati. Os principais rivais de Oliveira ao titulo mundial, o italiano Bastianini e o britânico Danny Kent, caíram na última volta.

Com esta vitória, Miguel Oliveira mantém-se em terceiro da classificação mundial mas reduziu a desvantagem para os dois rivais.

  • "A vitória de Bruno de Carvalho pode ser uma vitória de Pirro"
    1:01
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As eleições para a presidência do Sporting realizam-se no próximo sábado e os comentadores d'O Dia Seguinte avaliaram já as hipóteses de vitória dos candidatos. Rui Gomes da Silva considera que a gravação que implicava José Maria Ricciardi não vai influenciar a decisão de voto. Já Paulo Farinha Alves acredita que Bruno de Carvalho vai vencer a eleição. Contudo José Guilherme Aguiar avisa as eleições podem não trazer estabilidade ao Sporting.

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06
  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26
  • Vulcão Etna em erupção
    1:34
  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22
  • Como a maioria de Esquerda gere as votações
    2:15

    País

    A gestão entre os partidos é feita diariamente mas nem sempre PCP e Bloco de Esquerda têm votado ao lado do Governo. A SIC ouviu um politólogo, que diz que o objetivo é cada um salientar as diferenças que os separam do PS. No entanto, também há exemplos que provam que nenhum dos partidos quer pôr em causa a estabilidade política.