sicnot

Perfil

Desporto

Três detidos por especulação na venda de bilhetes para Liga dos Campeões

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) deteve, na terça-feira, três pessoas por especulação na venda de bilhetes para jogos da Liga dos Campeões em futebol, anunciou esta quarta-feira aquela entidade em comunicado.

O Borussia Monchengladbach recebe hoje o Manchester City na 2ª jornada do grupo D da Liga dos Campeões.

O Borussia Monchengladbach recebe hoje o Manchester City na 2ª jornada do grupo D da Liga dos Campeões.

© Reuters Staff / Reuters

Duas das detenções ocorreram junto ao estádio do Dragão, no Porto, e referiam-se a bilhetes para o jogo Futebol Clube do Porto -- Chelsea, que se realizou na terça-feira à noite, indicou a ASAE.

Uma outra pessoa que tentava vender bilhetes naquele local foi também constituída arguida.

"A terceira detenção foi efetuada em Lisboa relativamente ao jogo Atlético de Madrid - Benfica que se realizará hoje, em Madrid, encontrando-se o bilhete à venda através de anúncio publicado na internet", lê-se na nota.

No total, a ASAE apreendeu 16 bilhetes com um valor facial entre 15 e 40 euros que estavam a ser vendidos a 40 e 80 euros, respetivamente.

No comunicado, aquela autoridade indicou que esta ação inseriu-se no combate à especulação em eventos que se realizam fora do território nacional e que foi a primeira "que realizou neste âmbito".

Os detidos serão hoje presentes a tribunal.

Lusa

  • A Verdade sobre a Mentira
    35:13
  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • Mais de 120 pessoas com hepatite A
    2:23

    País

    O surto de hepatite A já infetou 128 pessoas, 60 das quais estão internadas em hospitais de Lisboa e Coimbra. A Direção-Geral da saúde recomenda a vacinação apenas aos familiares dos doentes. Apesar de não haver ruptura de stocks, há farmácias que não têm vacinas.

  • Sobreviventes de Mossul relatam mutilações e execuções do Daesh
    1:32