sicnot

Perfil

Desporto

Atlético de Madrid condena incidentes e garante que tomou as medidas necessárias

O Atlético de Madrid condenou hoje os "incidentes lamentáveis" por parte dos adeptos do Benfica durante o jogo de quarta-feira da Liga dos Campeões de futebol, e afirmou que tomou as "habituais medidas de segurança e de prevenção".

ALBERTO MARTIN

Em comunicado emitido no sítio oficial do clube na Internet, os 'rojiblancos' informam que a sua "organização e as Forças de Segurança Nacionais realizaram as habituais medidas de segurança e prevenção aos adeptos portugueses. (...) Nos controlos de acesso foram apreendidos vários engenhos pirotécnicos e outros objetos proibidos".

"O clube censura todas as formas de violência e condena estas atitudes deploráveis que vão contra qualquer rivalidade e contra o espírito desportivo que deve sempre prevalecer. O Atlético de Madrid quer agradecer mais uma vez a atitude impecável que os seus adeptos mostraram perante os incidentes", pode ler-se ainda no documento.

O episódio ocorreu durante o encontro da segunda jornada do grupo C, que o Benfica venceu por 2-1.

Poucos momentos depois de o Benfica ter conseguido chegar à igualdade, através do argentino Nicolas Gaitán, alguns adeptos acenderam tochas e atiraram para os adeptos 'colchoneros', tendo mesmo algumas sido atiradas para o relvado, obrigando a uma paragem momentânea do jogo.

Lusa

  • Morreu o companheiro de Nelson Mandela

    Mundo

    Ahmed Kathrada, activista e ícone sul-africano que lutou ao lado de Mandela contra o "apartheid" morreu hoje aos 87 anos, informou a fundação de caridade Kathrada.

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23
  • Vidas Suspensas: Delfim 353
    29:30
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32

    País

    Há cada vez mais homens e idosos a pedirem ajuda à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Segundo o relatório anual da APAV conhecido esta segunda-feira, foram identificadas quase 10 mil vítimas de violência no ano passado. Cerca de 80% são mulheres casadas e com cerca de 50 anos.