sicnot

Perfil

Desporto

Mascherano ouvido pela justiça espanhola a 29 de outubro por fuga ao fisco

O internacional argentino Javier Mascherano, futebolista do FC Barcelona, vai ser ouvido em tribunal a 29 de outubro, no âmbito do processo instaurado pela justiça espanhola por alegada fuga ao fisco no valor de 1,5 milhões de euros.

© David Mdzinarishvili / Reuter

O Supremo Tribunal de Justiça da Catalunha admitiu julgar o caso e o interrogatório a Mascherano será mesmo a primeira diligência do processo contra o médio argentino, que terá evitado pagar perto de 1,5 milhões de euros em impostos.

O médio argentino é suspeito de ter utilizado empresas estrangeiras para ocultar do fisco espanhol receitas provenientes dos seus direitos de imagem referentes a um período entre 2011 e 2012.

Em setembro, face à investigação fiscal, o futebolista devolveu 1,5 milhões de euros, acrescidos de 200.000 euros de juros, na perspetiva de uma redução de pena, em caso de condenação.

De acordo com a procuradoria, o jogador "desenvolveu uma estratégia" com o objetivo de "não declarar as receitas obtidas com a marca Nike, simulando a cedência de direitos a uma empresa meramente instrumental, sediada na Madeira, em Portugal".

A procuradoria defende que o jogador defraudou as autoridades tributárias espanholas em 587.822 euros em 2011 e 968.907 em 2012.

As alegadas ações de Mascherano para fugir aos impostos serão similares às imputadas a Messi, companheiro de equipa e compatriota, que enfrenta também um processo na justiça espanhola, por evasão fiscal em matéria de direitos de imagem, em valores que ascendem a 4,16 milhões de euros.

Lusa

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41