sicnot

Perfil

Desporto

Fernando Santos divulga convocados para duplo confronto com Dinamarca e Sérvia

O selecionador português, Fernando Santos, divulga hoje os convocados para o duplo confronto com Dinamarca e Sérvia, jogos de qualificação para o Euro2016 de futebol, numa lista em que são esperados vários regressos.

MANUEL DE ALMEIDA

Tiago, devido a castigo, e João Moutinho, por lesão, falharam os últimos dois jogos de Portugal e deverão regressar às opções de Fernando Santos, assim como Fábio Coentrão.

William Carvalho, que voltou recentemente aos relvados depois de três meses sem competir, também poderá aparecer na lista dos convocados, enquanto Vierinha, que tem sido titular no lado direito da defesa, está em dúvida, já que esteve três semanas parado.

Portugal defronta a Dinamarca a 08 de outubro, em Braga, num jogo em que pode garantir no grupo I o apuramento direto para o Europeu do próximo ano. Três dias depois, joga em Belgrado frente à Sérvia.

A conferência de imprensa, que vai decorrer na sede da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), em Lisboa, está agendada para as 12:00.

Lusa

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45

    País

    Durante a abertura do ano judicial, a Procuradora-Geral da República e o presidente do Supremo Tribunal aproveitaram para deixar um recado à ministra da Justiça: é urgente aprovar o novo estatuto de juízes e magistrados. O presidente do Supremo diz que é injusta a má imagem da Justiça e pediu contenção aos magistrados.

  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21
  • "Mundo à Vista" no Gana
    7:38