sicnot

Perfil

Desporto

Ministério Público iliba Messi e pede 18 meses de prisão para o pai

O Ministério Público de Espanha pediu esta terça-feira 18 meses de prisão para o pai de Lionel Messi, por fraude fiscal no valor de 4,1 milhões de euros, e solicitou o arquivamento da queixa contra o futebolista do Barcelona.

Dois meses depois de ter sido indiciado, Messi entregou cinco milhões de euros à autoridade fiscal, com o propósito de ressarcir o fisco espanhol do dinheiro que, alegadamente, deveria ter sido entregue e não foi, referente ao período entre 2007 e 2009. (Arquivo)

Dois meses depois de ter sido indiciado, Messi entregou cinco milhões de euros à autoridade fiscal, com o propósito de ressarcir o fisco espanhol do dinheiro que, alegadamente, deveria ter sido entregue e não foi, referente ao período entre 2007 e 2009. (Arquivo)

© Albert Gea / Reuters

Na acusação, apresentada num tribunal de instrução de Gavà (Barcelona), o ministério público iliba o jogador argentino do crime de fraude fiscal de que o acusou inicialmente, apesar de a Audiância de Barcelona o manter imputado, despois de o pai, Jorge Horacio, ter assumido toda a responsabilidade.

Dois meses depois de ter sido indiciado, Messi entregou cinco milhões de euros à autoridade fiscal, com o propósito de ressarcir o fisco espanhol do dinheiro que, alegadamente, deveria ter sido entregue e não foi, referente ao período entre 2007 e 2009.

Lusa