sicnot

Perfil

Desporto

UEFA autoriza árbitros de linha a indicar se bola ultrapassa linha de golo

O responsável da arbitragem da UEFA, Pierluigi Colina, disse esta quinta-feira que os árbitros assistentes de linha serão autorizados a indicar se a bola ultrapassa ou não a linha de golo, deixando de revelar a decisão apenas ao árbitro principal.

Até agora, os árbitros apenas podiam indicar a sua decisão através de comunicação verbal. (Arquivo)

Até agora, os árbitros apenas podiam indicar a sua decisão através de comunicação verbal. (Arquivo)

© Michaela Rehle / Reuters

"A partir de hoje os árbitros assistentes de linha estão autorizados a fazer sinais com as mãos quando a bola tiver ultrapassado completamente a linha de golo", disse o dirigente italiano, antigo árbitro profissional.

A nova regra validada pelo Conselho de Arbitragem da UEFA, comunicada em Londres, veio alterar a antiga, que não concedia permissão ao árbitro de linha em validar um golo.

Na última jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, na partida entre o Arsenal e o Olympiacos (2-3), a equipa de arbitragem validou um golo através da indicação de um dos árbitros de linha, que levantou o braço para assinalar o golo.

Até agora, os árbitros apenas podiam indicar a sua decisão através de comunicação verbal.

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.