sicnot

Perfil

Desporto

Hamilton vence na Rússia e pode revalidar título mundial de Fórmula 1 nos EUA

A vitória no Grande Prémio do Rússia deixou hoje Lewis Hamilton, da Mercedes, mais perto da revalidação do título mundial de Fórmula 1, que o britânico pode assegurar dentro de 15 dias nos Estados Unidos.

Ivan Sekretarev

Em Sochi, Hamilton aproveitou bem o abandono do seu companheiro de equipa e um dos seus principais perseguidores na corrida ao título, o alemão Nico Rosberg, e assumiu a liderança da prova à sétima volta para 'selar' a sua 42.ª vitória em provas do Mundial.

Depois de há 15 dias ter igualado o brasileiro Ayrton Senna, ao alcançar a 41.ª vitória da carreira, hoje o britânico conseguiu o 42.º e 'colou-se' a Sebastian Vettel no terceiro lugar da lista de pilotos com mais vitórias, liderada por Michael Schumacher, com 91 triunfos.

Na 15.ª prova do campeonato do mundo, Lewis Hamilton, que completou as 53 voltas à pista do Autódromo de Sochi em 1:37.11,024 horas, terminou à frente do alemão Sebastian Vettel (Ferrari) e do mexicano Sergio Pérez (Force India), que completaram o pódio.

A quatro corridas do final e com 100 pontos em disputa, o britânico passou a somar 302 e alargou a vantagem para o segundo classificado, agora Sebastian Vettel, que tem 236, enquanto Nico Rosberg caiu para terceiro, com 229.

No circuito das Américas, em Austin, nos Estados Unidos, Hamilton precisa de fazer mais 10 pontos do que Vettel e mais do que Rosberg, para repetir as conquistas do título de 2008 e 2014.

"Quero continuar a pensar corrida a corrida", afirmou o britânico pouco depois de ter garantido o nono triunfo da temporada, lamentando que o abandono de Rosberg tenha "feito a equipa perder um dos carros".

No entanto, a marca alemã acabou por assegurar a reconquista do título mundial de construtores, depois de o finlandês Kimi Räikkonen (Ferrari), que terminou em quinto lugar, ter sido penalizado com 30 segundos e descido ao oitavo posto, por ter provocado um acidente com o seu compatriota Valterri Bottas (Williams).

O incidente protagonizado por Räikkonen e Bottas acabou por beneficiar o mexicano Sergio Perez (Force India) que depois de ter perdido o terceiro lugar na penúltima volta, ao ser ultrapassado pelos dois finlandeses, acabou por recuperá-lo e chegar ao pódio.

O espanhol Carlos Sainz Jr (Toro Rosso), que no sábado sofreu um aparatoso acidente que o obrigou a ser hospitalizado, voltou a estar em foco ao protagonizar uma saída de pista a seis voltas do fim, devido a problemas de travões.

O brasileiro Felipe Massa (Williams) foi quarto, enquanto o russo Danill Kvyat (Red Bull) foi o primeiro a beneficiar da penalização imposta a Räikkonen, subindo do sexto para o quinto lugar depois de revista a classificação.

Felipe Nasr (Sauber) foi sexto, à frente de Pastor Maldonado e de Räikkonen, sétimo e oitavo, respetivamente. Terminaram ainda em lugares pontuáveis os McLaren de Jenson Button e Fernando Alonso, mas o espanhol também foi penalizado em cinco segundos e perdeu a posição para Max Verstappen (Toro Rosso), caindo para 11.º.

A 16.ª das 19 provas do Mundial está marcada para 25 de outubro nos Estados Unidos, ficando por disputar os Grandes Prémios do México, do Brasil e de Abu Dhabi.

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.