sicnot

Perfil

Desporto

João Moutinho volta a selar vitória de Portugal e "dobra" golos

O médio João Moutinho materializou hoje o segundo triunfo consecutivo da seleção portuguesa de futebol, ao marcar na Sérvia (2-1), três dias depois de ter selado o triunfo face à Dinamarca (1-0).

© Marko Djurica / Reuters

Em quatro dias e dois encontros do Grupo I de apuramento para o Europeu de 2016, o jogador do Mónaco marcou, assim, tantos golos pela formação das "quinas" como os que havia apontado nas primeiras 79 internacionalizações 'AA.

No encontro de hoje, João Moutinho entrou aos 70 minutos, para o lugar de Miguel Veloso, e marcou o golo da vitória, aos 78, depois de Zoran Tosic, aos 65, ter anulado a primeira vantagem lusa, conseguida com um tento de Nani, aos cinco.

Quinta-feira, o médio formado no Sporting tinha sido titular face à Dinamarca e marcado o tento da vitória, aos 66 minutos.

João Moutinho apontou o seu primeiro golo por Portugal ao 13.º jogo, quando ainda representada os "leões", o seu clube de formação, o que aconteceu até 2009/10.

A 31 de maio de 2008, no Estádio do Fontelo, em Viseu, o então jovem jogar de 21 anos inaugurou o marcador aos 19 minutos, frente à Geórgia. Simão Sabrosa marcaria o 2-0 final aos 45, na transformação de uma grande penalidade.

Depois desse tento, num embate de preparação para o Europeu de 2008, João Moutinho só voltou a faturar a 07 de outubro de 2011, na sua segunda época pelo FC Porto e ao seu 37.º encontro como internacional 'AA'.

No Estádio do Dragão, no Porto, o '8' luso apontou o quarto golo de Portugal frente à Finlândia, em encontro do Grupo H de apuramento para o Europeu de 2012.

Nani, aos 13 e 21 minutos, e Hélder Postiga, aos 44, colocaram Portugal a vencer por 3-0 ao intervalo, mas, no início da segunda metade, um 'bis' de Hallgrímur Jonasson (48 e 68) fez perigar a vitória lusa.

João Moutinho 'descansaria', porém, o Dragão, com um golo aos 81 minutos, para, aos 87, o agora benfiquista Eliseu - que hoje fez o passe para o médio marcar - rubricar o 5-3 final.

Agora, com dois golos em quatro dias, o médio do Mónaco passou a somar quatro, igualando, entre outros, no 54.º posto da hierarquia, Jaime Graça, Rui Barros, Vítor Paneira, Petit, o luso-brasileiro Liedson, Danny e Ricardo Quaresma.

A tabela é liderada por Cristiano Ronaldo, que soma 55 golos, contra 47 de Pauleta e 41 do 'rei' Eusébio. Nani soma 16 e segue agora isolado no 12.º posto.

Lusa

  • Santana diz que Marcelo por vezes faz de conta que é primeiro-ministro
    1:12

    País

    Santana Lopes diz que a expectativa que Passos Coelho criou sobre o mau desempenho do Governo se está a virar-se contra ele. Numa entrevista ao jornal Expresso deste sábado, o ex-primeiro-ministro e ex-presidente da Câmara Municipal de Lisboa considera contudo que Passos Coelho ainda poderá ganhar as próximas eleições. Sobre Marcelo, o atual provedor da Santa Casa da Misericórdia diz que por vezes faz de conta que é o primeiro-ministro.

  • Coala do Zoo de Duisburg viaja para Lisboa 

    País

    A SIC acompanhou, em exclusivo, a transferência de uma coala do Zoo de Duisburg, na Alemanha, para o Jardim Zoológico de Lisboa. O animal foi transportado pela TAP e batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Uma reportagem para ver mais logo no Jornal da Noite da SIC.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Caravana com cinzas de Fidel chega este sábado a Santiago de Cuba
    2:01
  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.