sicnot

Perfil

Desporto

Nick Kyrgios volta a ser multado por uso de linguagem imprópria

O tenista australiano Nick Kyrgios foi esta terça-feira condenado a pagar uma multa de 1500 dólares (cerca de 1320 euros) por linguagem inapropriada durante um encontro da primeira ronda do Masters 100 de Xangai, contra o austríaco Andreas Haider-Maurer.

Na segunda-feira, quando chegou a Xangai, Kyrgios, que é conhecido pelos seus excessos e pelo uso de linguagem inapropriada, afirmou que o Masters 1000 de Xangai tinha uma "superfície de m...".

Na segunda-feira, quando chegou a Xangai, Kyrgios, que é conhecido pelos seus excessos e pelo uso de linguagem inapropriada, afirmou que o Masters 1000 de Xangai tinha uma "superfície de m...".

© Thomas Peter / Reuters

O 'bad boy' do circuito ATP, vice-campeão do Estoril Open, qualificou o torneio como "um circo" e queixou-se dos apanha bolas.

Na segunda-feira, quando chegou a Xangai, Kyrgios, que é conhecido pelos seus excessos e pelo uso de linguagem inapropriada, afirmou que o Masters 1000 de Xangai tinha uma "superfície de m...".

O tenista australiano está a cumprir uma pena suspensa até 24 de fevereiro de 2016, por ter proferido declarações ofensivas no encontro com o Stanislas Wawrinka, no torneio de Montreal, que implicavam a companheira do jogador suíço e o tenista australiano Thanasi Kokkinakis.

Lusa

  • Suécia conquista primeira vitória no Mundial frente à República da Coreia (1-0)

    Mundial 2018 / Suécia

    Depois de uma ausência de 12 anos nos campeonatos do mundo, a Suécia volta e começa a ganhar. Um penálti de Andreas Granqvist aos 65 minutos garantiu a vitória frente à República da Coreia na fase de grupos do Mundial. As equipas jogam pelo grupo F, onde também estão a Alemanha e o México. Veja aqui o golo e os lances da partida.

  • Três mortos e mais de 200 feridos do sismo no Japão
    1:07

    Mundo

    Pelo menos três pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas na sequência de um sismo de magnitude 6,1 na escala de Richter que atingiu hoje a região oeste do Japão, segundo um novo balanço das autoridades nipónicas. Uma das vítimas mortais era uma criança de 9 anos.