sicnot

Perfil

Desporto

Nick Kyrgios volta a ser multado por uso de linguagem imprópria

O tenista australiano Nick Kyrgios foi esta terça-feira condenado a pagar uma multa de 1500 dólares (cerca de 1320 euros) por linguagem inapropriada durante um encontro da primeira ronda do Masters 100 de Xangai, contra o austríaco Andreas Haider-Maurer.

Na segunda-feira, quando chegou a Xangai, Kyrgios, que é conhecido pelos seus excessos e pelo uso de linguagem inapropriada, afirmou que o Masters 1000 de Xangai tinha uma "superfície de m...".

Na segunda-feira, quando chegou a Xangai, Kyrgios, que é conhecido pelos seus excessos e pelo uso de linguagem inapropriada, afirmou que o Masters 1000 de Xangai tinha uma "superfície de m...".

© Thomas Peter / Reuters

O 'bad boy' do circuito ATP, vice-campeão do Estoril Open, qualificou o torneio como "um circo" e queixou-se dos apanha bolas.

Na segunda-feira, quando chegou a Xangai, Kyrgios, que é conhecido pelos seus excessos e pelo uso de linguagem inapropriada, afirmou que o Masters 1000 de Xangai tinha uma "superfície de m...".

O tenista australiano está a cumprir uma pena suspensa até 24 de fevereiro de 2016, por ter proferido declarações ofensivas no encontro com o Stanislas Wawrinka, no torneio de Montreal, que implicavam a companheira do jogador suíço e o tenista australiano Thanasi Kokkinakis.

Lusa

  • Crianças trocadas à nascença não querem mudar de pais

    Mundo

    Tem todos os ingredientes de um argumento de filme, mas aconteceu de facto na Índia. Dois bebés foram trocados à nascença na maternidade, os resultados de ADN confirmaram-no quase três anos depois, mas as crianças, atualmente com 2 anos e 10 meses, não querem mudar de família.

    SIC

  • Agressões e rascismo em escola de Portimão
    3:06

    País

    Queixas de agressões, insultos, discriminação e racismo numa escola básica de Portimão estão a ser alvo de um processo de averiguações, por parte da autarquia e da direção do agrupamento escolar. As denúncias partem de um grupo de pais e foram tornadas públicas pela organização SOS Racismo.  A principal visada é uma funcionária da cantina, mas também uma professora.

  • Os (maus) hábitos do português ao volante
    1:31