sicnot

Perfil

Desporto

Tiago Pires convidado a participar na etapa portuguesa do Mundial de surf

Tiago Pires vai participar, pela sexta vez, na etapa portuguesa do Mundial de surf. Já fora do circuito, 'Saca' vai competir no campeonato de Peniche por convite da organização. A notícia foi divulgada esta quarta-feira pelo próprio, nas redes sociais.

'Saca', nome pelo qual é conhecido, vai competir no campeonato de Peniche por convite da organização. (Arquivo)

'Saca', nome pelo qual é conhecido, vai competir no campeonato de Peniche por convite da organização. (Arquivo)

© Reuters Photographer / Reuters

Para além de Tiago Pires, o surf português vai também ser representado nesta etapa por Vasco Ribeiro. O campeão do mundo de júniores é outro dos competidores convidados e vai estrear-se numa etapa do principal circuito mundial.

Kelly Slater está em dúvida para a etapa portuguesa. O norte-americano, 11 vezes campeão do mundo, quer apresentar-se a 100% na última etapa no Havai e já avisou que pode faltar à chamada de Peniche para recuperar de pequenas lesões que o têm condicionado. No entanto, se as ondas estiverem nas melhores condições, Slater equaciona mudar de planos.

A prova portuguesa começa a 20 de outubro.

  • "A vitória de Bruno de Carvalho pode ser uma vitória de Pirro"
    1:01
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As eleições para a presidência do Sporting realizam-se no próximo sábado e os comentadores d'O Dia Seguinte avaliaram já as hipóteses de vitória dos candidatos. Rui Gomes da Silva considera que a gravação que implicava José Maria Ricciardi não vai influenciar a decisão de voto. Já Paulo Farinha Alves acredita que Bruno de Carvalho vai vencer a eleição. Contudo José Guilherme Aguiar avisa as eleições podem não trazer estabilidade ao Sporting.

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06
  • Sócrates acusa Cavaco de conspiração
    0:57
  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22
  • Como a maioria de Esquerda gere as votações
    2:15

    País

    A gestão entre os partidos é feita diariamente mas nem sempre PCP e Bloco de Esquerda têm votado ao lado do Governo. A SIC ouviu um politólogo, que diz que o objetivo é cada um salientar as diferenças que os separam do PS. No entanto, também há exemplos que provam que nenhum dos partidos quer pôr em causa a estabilidade política.