sicnot

Perfil

Desporto

Raúl vai abandonar o futebol em novembro

O espanhol Raúl, histórico capitão do Real Madrid, vai pôr um ponto final na sua carreira em novembro, quando a temporada da Liga norte-americana de futebol terminar, revelou esta quinta-feira o seu clube, o New York Cosmos.

Raúl, de 38 anos, assegurou ainda que neste momento está concentrado em ajudar a sua equipa a ganhar o campeonato da segunda divisão norte-americana e agradeceu o apoio de todos os que o ajudaram durante a sua carreira. (Arquivo)

Raúl, de 38 anos, assegurou ainda que neste momento está concentrado em ajudar a sua equipa a ganhar o campeonato da segunda divisão norte-americana e agradeceu o apoio de todos os que o ajudaram durante a sua carreira. (Arquivo)

© Fadi Al-Assaad / Reuters

"Quando assinei pelo Cosmos em dezembro disse que analisaria a minha continuidade em função de como me fosse encontrando. Não foi fácil tomar esta decisão, mas é o momento idóneo", reconheceu o emblemático futebolista espanhol, que recentemente foi ultrapassado na lista de melhores marcadores de sempre do Real Madrid por Cristiano Ronaldo.

Raúl, de 38 anos, assegurou ainda que neste momento está concentrado em ajudar a sua equipa a ganhar o campeonato da segunda divisão norte-americana e agradeceu o apoio de todos os que o ajudaram durante a sua carreira.

O espanhol jogou durante 16 anos no Real Madrid, depois de estrear-se com apenas 17 anos na equipa principal. Com o conjunto 'blanco' conquistou, entre outros títulos, seis ligas espanholas, quatro supertaças e três ligas dos campeões.

Até 30 de setembro, o eterno capitão 'madridista' era o maior goleador da história do Real Madrid, estatuto que perdeu para o português Cristiano Ronaldo que nesse dia, ao 'bisar' frente ao Malmö, na Liga dos Campeões, passou a somar 324 golos com a camisola dos 'merengues', ou seja, mais um.

Em 2010, o espanhol rumou aos alemães do Schalke 04, que representou durante duas épocas antes de se mudar para o Al-Saad, do Qatar, no qual jogou dois anos e do qual se despediu em março de 2014. Após uma retirada momentânea dos relvados, assinou pelo Cosmos em dezembro do ano passado.

O avançado disputou 102 jogos internacionais com a camisola da Espanha e é o segundo melhor marcador da seleção espanhola, atrás de David Villa.

Lusa

  • Real Madrid anuncia saídas de Raúl e Guti

    Desporto

    O Real Madrid confirmou, ontem, que o capitão Raúl González, um dos seus futebolistas mais emblemáticos, vai passar a representar os alemães do Schalke 04, após passar 16 anos no clube da capital espanhola. Outro veterano "merengue", o médio Guti, também confirmou ontem publicamente que deixava o Real Madrid após 15 anos no clube e que estava a estudar uma proposta do Besiktas, da Turquia.

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.