sicnot

Perfil

Desporto

"Se queriam tanto um jogador, como diziam, esperavam que terminasse o contrato?"

O futebolista internacional uruguaio Maxi Pereira disse que os responsáveis do Benfica "não fizeram muito" para renovar o seu contrato e que a transferência para o FC Porto, após oito anos no clube lisboeta, "foi um golpe".

O defesa, de 31 anos, afirmou que se sentiu "um pouco magoado" com o alheamento do Benfica, considerando que no clube lisboeta não lhe "davam o devido valor": "E o FC Porto veio buscar-me", assinalou.

O defesa, de 31 anos, afirmou que se sentiu "um pouco magoado" com o alheamento do Benfica, considerando que no clube lisboeta não lhe "davam o devido valor": "E o FC Porto veio buscar-me", assinalou.

Steven Governo / AP

"Estive oito anos no Benfica e na última época, quando estava prestes a terminar o contrato, não fizeram muito para o renovar. Se queriam tanto um jogador - como diziam - esperavam que terminasse o contrato? Afinal, não sei se me queriam assim tanto", lamentou Maxi Pereira, em declarações à edição de hoje do diário uruguaio Ovácion.

O defesa, de 31 anos, afirmou que se sentiu "um pouco magoado" com o alheamento do Benfica, considerando que no clube lisboeta não lhe "davam o devido valor": "E o FC Porto veio buscar-me", assinalou.

"De início foi um pouco complicado. É normal, atendendo à rivalidade que existe [entre os dois clubes]. Foi um golpe", notou o jogador uruguaio, cuja contratação foi oficialmente anunciada pelo FC Porto a 15 de julho.

Maxi Pereira transferiu-se em 2007/2008 dos uruguaios do Defensor Sporting para o Benfica, ao serviço dos quais conquistou três campeonatos portugueses, seis Taças da Liga, uma Taça de Portugal e uma Supertaça.

Com Lusa

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.