sicnot

Perfil

Desporto

Sporting de Braga paga 87 mil euros para pôr fim a litígio com Sérgio Conceição

A SAD do Sporting de Braga vai pagar 87 mil euros a Sérgio Conceição para pôr fim ao litígio que a opunha ao ex-treinador do clube minhoto de futebol, informou hoje fonte o advogado do técnico.

O atual treinador do Vitória de Guimarães tinha interposto uma ação contra a SAD bracarense, na qual pedia uma indemnização de um milhão de euros, devido ao despedimento em junho passado, após a derrota com o Sporting Clube de Portugal na final da Taça de Portugal, frente ao Sporting.

O início do julgamento chegou a estar marcado para hoje à tarde, no Tribunal do Trabalho de Águeda, mas não chegou a realizar-se porque as partes chegaram a acordo, tendo a SAD bracarense aceitado pagar 87 mil euros, um valor muito inferior ao pedido inicial.

"Estamos a falar da quantia que as partes entenderam adequada para pôr fim a este litígio, que envolveu, por um lado, uma resolução da questão económica e resolveu, por outro lado, um mal entendido que tinha ocorrido entre as partes e que, com isso, satisfaz também a reposição da honra do Sérgio Conceição e do presidente do Braga", disse aos jornalistas o advogado Tiago Rodrigues Bastos.

Para o advogado do atual treinador vimaranense, a parte mais importante deste acordo foi esclarecer o que é que tinha acontecido, de forma a ultrapassar "uma série de mal entendidos que tinham levado a uma situação que, no calor das coisas, não permitiu que na altura se tivesse ultrapassado".

"Saímos de 'honra lavada' daqui e há que andar para a frente e não ficar colado a uma imagem do passado, que agora verificamos não ter razão de existir", afirmou o causídico, frisando que as partes, inclusive, "reconhecem que não há nenhum obstáculo para que um dia o Sérgio possa voltar a treinar o Braga, se esse for o seu desejo e do Braga também".

No passado mês de junho, o Sporting de Braga avançou para o despedimento com justa causa do treinador Sérgio Conceição, que tinha contrato com os 'arsenalistas' até 30 de junho, na sequência de "graves factos ocorridos após a final da Taça de Portugal" de futebol.

Nos dias seguintes à derrota do Sporting de Braga na final da Taça de Portugal, com o Sporting, o técnico terá insultado e ameaçado agredir o presidente, António Salvador, situação que precipitou este desenlace, revelou então o clube.

O técnico respondeu também em comunicado, afirmando-se de "consciência perfeitamente tranquila", considerando a versão dos acontecimentos veiculada pelo Sporting de Braga "deturpada, falsa e profundamente atentatória da [sua] dignidade pessoal e profissional"

Lusa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite