sicnot

Perfil

Desporto

Beckenbauer nega ter subornado alguém para Alemanha organizar Mundial2006

O alemão Franz Beckenbauer, antigo campeão do mundo, garantiu este domingo não ter subornado ninguém para obter votos na atribuição do Mundial2006 de futebol, dois dias depois das alegações de corrupção reveladas pelo jornal Der Spiegel.

"Não paguei dinheiro a ninguém para 'comprar' votos na atribuição do Mundial2006 na Alemanha", disse Beckenbauer. (Arquivo)

"Não paguei dinheiro a ninguém para 'comprar' votos na atribuição do Mundial2006 na Alemanha", disse Beckenbauer. (Arquivo)

© SIPHIWE SIBEKO1 / Reuters

"Não paguei dinheiro a ninguém para 'comprar' votos na atribuição do Mundial2006 na Alemanha", disse Beckenbauer, que foi presidente do comité organizador da prova, mostrando-se "seguro" de que nenhum membro do comité de candidatura "fez tal coisa".

No dia anterior, o presidente da Federação Alemã (DFB), Wolfgang Niersbach, tinha negado vigorosamente as alegações de corrupção, enquanto o presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, disse esperar que essa acusação seja "clarificada rapidamente".

"Thomas Bach entende que é do interesse do futebol que estas alegações requerem uma investigação rápida e completa", disse Christian Klaue, porta-voz do COI, na Alemanha.

Thomas Bach era membro do Comité Organizador do Comité responsável pela fiscalização Mundial2006.

Quem se mostrou "chocado" com as revelações foi o antigo 'craque' alemão Lothar Matthaus, para quem é "fundamental que tudo seja esclarecido com transparência" e que a DFB deve fazer tudo para "provar a inocência".

"Eu sei quem trouxe o Mundial para a Alemanha e tenho total confiança neles, mas se o que foi publicado pelo Der Spiegel for verdadeiro, seria imperdoável", afirmou Matthaus, que se tornou comentador televisivo.

Já o diretor esportivo do Bayer Leverkusen, o antigo internacional alemão Rudi Voller, assumiu o apoio ao "bom amigo" Wolfgang Niersbach, convencido que a DFB vai "clarificar rapidamente a situação".

Na sua edição de sábado, o Der Spiegel revelou que que o comité de candidatura alemão ao Mundial2006 criou um 'saco azul' que usou para comprar votos visando ganhar a organização da prova realizada há nove anos.

A Federação Alemã negou estas revelações, embora tenha reconhecido ter efetuado um pagamento de 6,7 milhões de euros à FIFA, o qual não está, alegadamente, relacionado com o Mundial2006.

A Alemanha ganhou a eleição para organizar a prova com 12 votos contra 11 da África do Sul, após a abstenção inesperada do membro neozelandês Charles Dempsey na votação final.

Lusa

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.