sicnot

Perfil

Desporto

Beckenbauer nega ter subornado alguém para Alemanha organizar Mundial2006

O alemão Franz Beckenbauer, antigo campeão do mundo, garantiu este domingo não ter subornado ninguém para obter votos na atribuição do Mundial2006 de futebol, dois dias depois das alegações de corrupção reveladas pelo jornal Der Spiegel.

"Não paguei dinheiro a ninguém para 'comprar' votos na atribuição do Mundial2006 na Alemanha", disse Beckenbauer. (Arquivo)

"Não paguei dinheiro a ninguém para 'comprar' votos na atribuição do Mundial2006 na Alemanha", disse Beckenbauer. (Arquivo)

© SIPHIWE SIBEKO1 / Reuters

"Não paguei dinheiro a ninguém para 'comprar' votos na atribuição do Mundial2006 na Alemanha", disse Beckenbauer, que foi presidente do comité organizador da prova, mostrando-se "seguro" de que nenhum membro do comité de candidatura "fez tal coisa".

No dia anterior, o presidente da Federação Alemã (DFB), Wolfgang Niersbach, tinha negado vigorosamente as alegações de corrupção, enquanto o presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, disse esperar que essa acusação seja "clarificada rapidamente".

"Thomas Bach entende que é do interesse do futebol que estas alegações requerem uma investigação rápida e completa", disse Christian Klaue, porta-voz do COI, na Alemanha.

Thomas Bach era membro do Comité Organizador do Comité responsável pela fiscalização Mundial2006.

Quem se mostrou "chocado" com as revelações foi o antigo 'craque' alemão Lothar Matthaus, para quem é "fundamental que tudo seja esclarecido com transparência" e que a DFB deve fazer tudo para "provar a inocência".

"Eu sei quem trouxe o Mundial para a Alemanha e tenho total confiança neles, mas se o que foi publicado pelo Der Spiegel for verdadeiro, seria imperdoável", afirmou Matthaus, que se tornou comentador televisivo.

Já o diretor esportivo do Bayer Leverkusen, o antigo internacional alemão Rudi Voller, assumiu o apoio ao "bom amigo" Wolfgang Niersbach, convencido que a DFB vai "clarificar rapidamente a situação".

Na sua edição de sábado, o Der Spiegel revelou que que o comité de candidatura alemão ao Mundial2006 criou um 'saco azul' que usou para comprar votos visando ganhar a organização da prova realizada há nove anos.

A Federação Alemã negou estas revelações, embora tenha reconhecido ter efetuado um pagamento de 6,7 milhões de euros à FIFA, o qual não está, alegadamente, relacionado com o Mundial2006.

A Alemanha ganhou a eleição para organizar a prova com 12 votos contra 11 da África do Sul, após a abstenção inesperada do membro neozelandês Charles Dempsey na votação final.

Lusa

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.