sicnot

Perfil

Desporto

Miguel Oliveira vence Grande Prémio da Austrália

O português Miguel Oliveira (KTM) venceu hoje a corrida de Moto3 do Grande Prémio da Austrália, 16.ª prova do Mundial de velocidade.

© Brandon Malone / Reuters

© Brandon Malone / Reuters

© Brandon Malone / Reuters

© Brandon Malone / Reuters


O piloto de Almada terminou as 23 voltas do circuito de Phillip Island em 37.34,742 minutos, à frente do espanhol Efrén Vázquez (Honda) e do sul-africano Brad Binder (KTM), que foi terceiro.

Miguel Oliveira largou da segunda posição da grelha de partida, depois de ter beneficiado da penalização imposta ao britânico Danny Kent (Honda) devido a um incidente nos treinos livres.

Com o triunfo na corrida muito acidentada de hoje, concluída apenas por 19 pilotos, e a duas provas do final do Mundial, o piloto português, de 20 anos, ascendeu ao segundo lugar da classificação, estando a 40 pontos do britânico Danny Kent (Honda), atual líder do campeonato.

Único português que já conseguiu subir ao pódio no Campeonato do Mundo de motociclismo de velocidade, Miguel Oliveira somou hoje a quarta vitória na atual temporada, depois das conquistas em Itália, Holanda e Espanha (Grande Prémio de Aragão).

No próximo ano, Miguel Oliveira será 'promovido' à categoria de Moto2, escalão intermédio, ao serviço da Leopard Racing.

Miguel Oliveira "muito feliz" com triunfo na Austrália que deixa luta pelo título em aberto

O português Miguel Oliveira (KTM) afirmou estar "muito feliz" com a "grande vitória" de hoje no Grande Prémio da Austrália de Moto3, a quarta da temporada, a qual deixa a luta pelo título ainda em aberto.

"Acabei de me aperceber que o campeonato ainda está em aberto", afirmou o jovem piloto, que ascendeu ao segundo posto do Campeonato do Mundo (204 pontos), estando a 40 pontos do britânico Danny Kent (Honda), atual líder, quando faltam duas provas para o final do Mundial.

Miguel Oliveira terminou as 23 voltas do circuito de Phillip Island em 37.34,742 minutos, à frente do espanhol Efrén Vázquez (Honda) e do sul-africano Brad Binder (KTM), que foi terceiro.

"Foi uma corrida incrível. Comecei a reparar que o grupo já não estava tão grande. Na última volta consegui um bocadinho de vantagem para apanhar o cone de ar do Jakub (Kornfeil) e, no final, consegui defender-me na volta completa. Foi uma grande vitória e estou muito feliz por mim e pela minha equipa", comentou, citado pela sua assessoria de imprensa.

A próxima prova, o Grande Prémio da Malásia, está marcada para o próximo fim-de-semana.

Único português a ter conseguido subir ao pódio no Campeonato do Mundo de motociclismo de velocidade, Miguel Oliveira somou a quarta vitória na atual temporada, depois das conquistas em Itália, Holanda e Espanha (Grande Prémio de Aragão).

No próximo ano, Miguel Oliveira será 'promovido' à categoria de Moto2, escalão intermédio, ao serviço da Leopard Racing.

Lusa

  • Traço contínuo às curvas
    2:42
  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • Jovens impedidas de embarcar de leggings

    Mundo

    A moda das calças-elásticas-super-justas volta a fazer estragos. Desta vez nos EUA onde duas adolescentes foram impedidas de embarcar num voo da United Airlines devido à indumentária, que não cumpria com as regras dos tripulantes ou acompanhantes da companhia aérea norte-americana.

    Manuela Vicêncio

  • Cristas calcula défice de 3,7% sem "cortes cegos" das cativações
    0:45

    Economia

    Assunção Cristas diz que o défice de 2,1% só foi conseguido porque o Governo fez cortes cegos na despesa pública. Esta manhã, depois de visitar uma unidade de cuidados continuados em Sintra, a presidente do CDS-PP afirmou que, pelas contas do partido, sem cativações, o défice estaria nos 3,7%.

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.