sicnot

Perfil

Desporto

Boavista quer "fazer boa exibição e bom resultado" frente ao Nacional

O Boavista ambiciona "fazer uma boa exibição e um bom resultado" com o Nacional, no encontro inaugural da oitava jornada da I Liga portuguesa de futebol, marcado para as 20:30 de sexta-feira.

Petit acrescentou que a equipa está ciente das dificuldades que a esperam frente aos madeirenses.

Petit acrescentou que a equipa está ciente das dificuldades que a esperam frente aos madeirenses.

Lusa

As palavras são do treinador 'axadrezado', Petit, que hoje fez a antevisão do jogo na Choupana e disse esperar uma partida "extremamente difícil", diante de "uma equipa difícil, muito bem orientada e com jogadores de muita qualidade".

"Trabalhámos bem esta semana e recuperamos do último jogo, para a Taça (o Boavista venceu fora o Loures, por 2-1 e após prolongamento)", assinalou.

Petit acrescentou que a equipa está ciente das dificuldades que a esperam frente aos madeirenses: "Sabemos aquilo que vamos apanhar e trabalhámos no sentido de irmos fazer um bom resultado e uma boa exibição."

"É mais um jogo fora de casa, mas o mais importante é que a equipa esteja concentrada e mantenha os mesmos índices de confiança e de atitude. É isso que trabalhamos no dia-a-dia, para chegarmos aos jogos e estarmos com a disponibilidade toda", completou.

O Boavista vem de três jogos fora. Perdeu com o Rio Ave (1-0), para a Liga, foi depois eliminado da Taça da Liga pelo Feirense (1-1 no tempo regulamentar, 4-3 nas grandes penalidades) e bateu fora o Loures (2-1) para a Taça de Portugal, após prolongamento.

Petit frisou ainda que o Nacional "é uma equipa que, por tradição, luta sempre pelas competições europeias, para a Liga Europa e tem sempre plantéis de grande qualidade", além de "um treinador (Manuel Machado) muito experiente".

O técnico realçou também o "ambiente" da Choupana, "com temperaturas sempre diferentes", mas insistiu que a equipa estará preparada para "ir buscar pontos ao Nacional da Madeira".

Na época passada, os 'axadrezados' perderam fora com o Nacional (2-1) apesar de terem marcado primeiro, por Leozinho. "O Boavista que este ano vai ao Nacional é mais forte e mais conhecedor, porque temos uma base e alguns jogadores que vieram acrescentar qualidade", considerou Petiti.

"Este ano, a equipa está muito mais bem preparada, os jogadores são mais experientes. A equipa tem-se comportado bem ao longo deste início de época", reforçou.

O encontro com o Loures deixou marcas em alguns jogadores. "Zé Manuel, Henrique e outros saíram com algumas queixas, devido também ao sintético, mas trabalharam bem e estarão aptos para o Nacional", informou Petit.

Fábio Ervões, Bukia e Nwfor, lesionados, são os únicos jogadores do Boavista indisponíveis.

O Boavista, 11.º classificado com oito pontos, defronta, pelas 20:30 de sexta-feira, na Chupana, Madeira, o Nacional, 12.º com sete, no jogo que vai abrir a oitava jornada da I Liga e que será dirigido por João Capela, de Lisboa.

Lusa

  • "A banca parece que não aprendeu nada com a bolha imobiliária de 2008"
    3:23

    Opinião

    O Governo quer limitar a venda de produtos financeiros pelos bancos. Está no parlamento uma proposta de lei que penaliza as más práticas comerciais e tenta proteger os clientes, evitando abusos e encargos excessivos e obrigando os bancos a prestarem-lhes mais informação. A proposta prevê ainda que seja dada mais formação aos funcionários. Miguel Sousa Tavares considera a decisão do Governo acertada uma vez que protege os interesses dos clientes. O comentador da SIC faz ainda referência ao ano 2008, início da crise no ramo imobiliário por "culpa dos credores".

    Miguel Sousa Tavares

  • PSP apreende 11 armas e 700 quilos de droga
    0:59

    País

    A PSP recuperou mais três das 57 pistolas Glock que foram dadas como desaparecidas da Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública, há mais de um ano. As armas foram apreendidas na última madrugada durante uma operação de combate ao tráfico de estupefacientes. Três pessoas foram detidas. Além das três Glock que pertenciam à PSP, foram aprendidas mais 11 armas e 700 quilos de droga.

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser "derrotada como todos os outros"

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47

    Opinião

    Donald Trump admite regras mais apertadas para quem compra armas, isto após o tiroteio numa escola da Florida que fez 17 mortos. Miguel Sousa Tavares defende que os Estados Unidos da América são "uma sociedade de pistoleiros" e diz que a Associação Nacional de Rifles "gasta muito dinheiro" para conseguir que as leis não sejam mudadas no Senado.

    Miguel Sousa Tavares