sicnot

Perfil

Desporto

Manuel Machado quer vencer Boavista mas alerta para as dificuldades

O treinador do Nacional, Manuel Machado, alertou hoje os seus jogadores para as dificuldades que o Boavista vai causar na Choupana, no jogo que abre a oitava jornada da I Liga portuguesa de futebol, na sexta-feira.

LUSA

O técnico dos 'alvinegros' prevê um Boavista muito forte, destacando a robustez física do adversário como arma a ter em conta no Estádio da Madeira, no Funchal, cujo relvado não está nas melhores condições, devido às chuvas.

"Este é um jogo de grande dificuldade e não o digo da boca para fora. O nosso adversário tem um futebol mais padronizado, em relação aos outros concorrentes. É uma equipa muito organizada defensivamente e apresenta robustez física nas suas diversas ações", sublinhou Manuel Machado, durante a conferência de imprensa de antevisão ao jogo.

Machado considera que, para a sua equipa ter sucesso e poder somar os três pontos, será preciso "trabalhar muito", destacando ainda "a agressividade defensiva" do Boavista, daí ter afirmando que espera que "o futebol ofensivo do Nacional se sobreponha ao jogo defensivo dos 'axadrezados'".

Ainda assim, adiantou que o Boavista não é apenas "uma equipa defensiva", uma vez que, segundo reconheceu "também cria dissabores em termos ofensivos".

Em suma, Manuel Machado não atribui favoritismo a nenhuma das equipas, mas esclarece que o Nacional "vai a jogo para vencer, pois em casa teremos que conquistar os pontos necessários para chegarmos ao nosso objetivo", observou.

O Nacional, 12.º classificado, com sete pontos, e o Boavista, 11.º colocado, com oito, defrontam-se a partir das 20:30 de sexta-feira, em jogo da oitava jornada da I Liga de futebol que será arbitrado por João Capela, da associação de Lisboa.

Lusa

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • Estarão os portugueses a consumir vitamina D em excesso? 
    6:44
  • Investigadores criam nanovacina contra diferentes cancros

    Mundo

    Investigadores da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, desenvolveram uma nanovacina (vacina administrada através de partículas microscópicas) contra diferentes cancros, como o da pele, do cólon e do reto, numa experiência com ratos, revela um estudo publicado esta segunda-feira.