sicnot

Perfil

Desporto

Jorge Jesus vaiado no regresso ao Estádio da Luz

O treinador da equipa de futebol do Sporting, Jorge Jesus, foi hoje vaiado no regresso ao estádio da Luz, para o jogo entre o Benfica e o Sporting, da oitava jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Lusa/Arquivo

Lusa/Arquivo

MANUEL DE ALMEIDA; MANUELALMEIDA

Quanto foi anunciada pelo 'speaker' a constituição das equipas, os adeptos do Benfica assobiaram, como habitual, à medida que iam sendo divulgados os nomes dos jogadores do Sporting, mas a maior vaia estava reservada para o fim, quando foi dito o nome de Jorge Jesus, que assistiu ao aquecimento à entrada do túnel.

Antes do início do jogo, técnico entrou no relvado do estádio da Luz, e virou à esquerda, em direção ao banco da equipa visitante, acompanhado pelo presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, que se vai sentar no banco de suplentes.

Antes do apito inicial alguns dos papéis utilizados pelos adeptos 'encarnados' na coreografia preparada para o encontro de hoje foram atirados para a zona onde estava Jesus.

Jorge Jesus, que orientou o Benfica nas últimas seis temporadas, entre 2009 e 2015, regressou hoje ao estádio da Luz, depois de ter sido o treinador a conquistar mais títulos, dez no total, ao serviço dos 'encarnados'.

No final da época passada, depois de se sagrar bicampeão e de ter conquistado a Taça da Liga, o técnico, em final de contrato, deixou o Benfica e assinou pelos 'rivais' do Sporting, com os adeptos a não perdoarem a 'traição'.

Lusa

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Quando o cancro chega por mero acaso
    1:55

    Mundo

    Cerca de dois terços das mutações que ocorrem nas células cancerígenas devem-se ao acaso, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. Em Portugal, o Diretor do Programa Nacional Doenças Oncológicas alerta para a importância de um diagnóstico precoce e um estilo de vida saudável como forma de reduzir a fatalidade.