sicnot

Perfil

Desporto

Cristiano Ronaldo adere a campanha para fomentar doação de sangue

Cristiano Ronaldo aderiu a uma campanha para fomentar a doação de sangue entre os jovens, informou esta segunda-feira a empresa farmacêutica Abbott, promotora da iniciativa, que considera o futebolista português o primeiro embaixador global do movimento 'sê o primeiro dador'.

"Todos podemos marcar diferença dando sangue. Cada doação pode beneficiar até três pessoas em situação de urgência e em caso de tratamentos médico de longo prazo", afirmou o internacional português.

"Todos podemos marcar diferença dando sangue. Cada doação pode beneficiar até três pessoas em situação de urgência e em caso de tratamentos médico de longo prazo", afirmou o internacional português.

Lavandeira jr / Lusa

"Todos podemos marcar diferença dando sangue. Cada doação pode beneficiar até três pessoas em situação de urgência e em caso de tratamentos médico de longo prazo", afirmou, em nota distribuída à imprensa, o português do Real Madrid, que destacou a importância da doação de sangue e incentivou os jovens de todo o mundo a "converterem-se em doadores regulares e assim contribuírem para salvar vidas".

Cristiano Ronaldo é doador habitual desde que, em novembro de 2011, o filho de um companheiro da seleção portuguesa, Carlos Martins, sofria de uma aplasia medular e necessitava de um transplante de medula óssea para sobreviver.

Lusa

  • Eis os novos heróis de Vila de Aves
    3:03
  • Desportivo das Aves fora da Liga Europa

    Desporto

    O Desportivo das Aves não vai à Liga Europa e o Sporting terá entrada direta na fase de grupos. Apesar da conquista da Taça de Portugal, a equipa avense não se licenciou em tempo útil para poder participar na prova da UEFA, apurou a SIC.

  • E agora, Sporting? Semana de decisões e incertezas
    2:53
  • "Para primeiro dia de pesca da sardinha, não foi mau"
    2:19
  • "Desfiliei-me do PS mas continuo socialista"
    1:29

    País

    José Sócrates garantiu este domingo que não atacará o PS e que continua a ser socialista. O antigo primeiro-ministro participou num almoço de apoio, em Lisboa, com cerca de 100 pessoas, a maioria anónimos.