sicnot

Perfil

Desporto

Federação inglesa acusa Mourinho de "conduta imprópria"

O treinador português José Mourinho foi hoje acusado pela federação inglesa de futebol de conduta imprópria durante o jogo do campeonato que opôs no sábado o Chelsea ao West Ham, que os 'blues' perderam por 2-1.

© Reuters Staff / Reuters

No estádio do West Ham, Mourinho foi expulso durante o regresso das equipas aos balneários, no intervalo, por protestar com o árbitro Jon Moss, já depois de Matic e o português Silvino Louro, treinador de guarda-redes, terem também sido excluídos da partida, ainda durante a primeira parte.

"José Mourinho foi acusado por conduta imprópria e pela linguagem utilizada ao interpelar o árbitro e assistentes na zona dos balneários durante o intervalo", pode ler-se numa declaração divulgada pela organização.

O técnico português, bem como Silvino Louro, têm agora até às 18:00 da próxima quinta feira para responder.

Este mês, Mourinho foi já multado em 68 mil euros e o Chelsea penalizado com um jogo à porta fechada na sequência das críticas do técnico português ao árbitro Robert Madley, acusado de ter tido medo de marcar um penálti a favor do Chelsea na derrota por 3-1 frente ao Southampton, a 03 de outubro.

Suspensa por 12 meses, a sanção imposta ao Chelsea poderia ser aplicada a qualquer momento caso Mourinho reincidisse - a expulsão de sábado pode agora custar ao clube londrino a realização de um jogo à porta fechada.

O campeão inglês sofreu sábado a quinta derrota no campeonato, em 10 jogos, e está cada vez mais longe do topo da classificação, ocupando um modesto 15.º lugar (três acima da zona de despromoção).

O Chelsea é adversário do FC Porto no Grupo G da Liga dos Campeões.

Lusa

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19