sicnot

Perfil

Desporto

Grupo de sócios da Académica quer destituir direção para evitar "descalabro"

O grupo de sócios da Académica que requereu uma Assembleia-Geral Extraordinária para destituição da direção disse esta segunda-feira que pretende evitar o descalabro desportivo e financeiro do clube, que, no seu entender, está em "insolvência técnica".

O presidente da Académica, José Eduardo Simões. (Arquivo)

O presidente da Académica, José Eduardo Simões. (Arquivo)

Lusa

"O primeiro subscritor e o grupo de sócios que o acompanhou, garantiram à Mesa da Assembleia-Geral que, a ser aprovada a destituição da direção na Assembleia requerida, estão prontos e apresentarão aos sócios, em eleições, uma equipa agregadora, competente e credível para recuperar a identidade da Académica, a sua competitividade desportiva e a sustentabilidade financeira, reativando a relação com os sócios, com a cidade, com os parceiros e com os academistas espalhados por todo o mundo", lê-se num comunicado emitido hoje.

Segundo o documento, o requerimento com mais de duas centenas de assinaturas tem como primeiro subscritor o sócio João Vasco Ribeiro, membro do Conselho Académico e inclui ex-presidentes da direção geral da Académica, o ex-presidente da Casa da Académica de Lisboa, membros dos atuais e dos anteriores corpos sociais, dirigentes da Mancha Negra, do Núcleo de Veteranos e do Movimento 'Académica 100% dos sócios'.

"Este requerimento surge na sequência da aprovação de uma moção de censura ao presidente da direção da Académica por via do trânsito em julgado da decisão judicial que o condenou pelo crime de corrupção passiva, aprovada por cerca de 70% dos sócios reunidos em Assembleia Geral realizada a 19 de fevereiro de 2015, numa das assembleias mais participadas da vida da instituição", refere o comunicado.

Na sequência do requerimento de destituição, o presidente da Académica, José Eduardo Simões, revelou sábado que a direção do clube vai solicitar à mesa da assembleia-geral a marcação de eleições para o final da época 2015/2016, antecipando um ato previsto para 2017.

"Entende a direção da Académica e o seu presidente, bem como a gerência da SDUQ, comunicar que é sua intenção solicitar à mesa da assembleia-geral a antecipação do ato eleitoral estatutariamente previsto para 2017, ato esse que, deste modo, se deverá realizar no final da presente temporada desportiva 2015/2016", leu o responsável, num comunicado após o empate da 'briosa' em Guimarães (1-1).

Os sócios que requerem a destituição da direção liderada por José Eduardo Simões consideram que "o facto de a Académica ter uma direção demissionária, torna urgente a marcação da Assembleia Geral de destituição e a subsequente marcação de eleições, em tempo útil".

"Com a sua demissão a prazo, a direção colocou a Académica numa situação de enorme fragilidade interna e externa, vulnerabilizando a equipa, os patrocinadores, os agentes desportivos e económicos e enfraquecendo de forma insustentável a sua margem negocial", sublinham os subscritores.

José Eduardo Simões ganhou, a 31 de maio de 2014, as eleições que o conduziram a um quarto mandato à frente da Académica, com 906 votos, mais 15 do que o adversário, Nuno Teodósio Oliveira, embora Alfredo Castanheira Neves, da lista do último, tenha vencido para a mesa da assembleia-geral.

Lusa

  • Acidente durante funeral em Miranda do Corvo causa 12 feridos
    2:39

    País

    Um acidente na zona de Miranda do Corvo fez esta terça-feira 12 feridos, um em estado grave. Foi durante um funeral, quando falharam os travões a um dos carros que seguia no cortejo, como explicou, em direto do local, o repórter Miguel Ângelo Marques.

  • Instalações militares vão ter reforço de segurança
    0:52

    Assalto em Tancos

    Depois do caso do roubo de material em Tancos, várias instalações militares vão sofrer um reforço de segurança do material que armazenam. As conclusões sobre o furto dos paióis de Tancos serviram de base às medidas anunciadas esta terça-feira pelo Ministério da Defesa. 

  • SIC faz-se à estrada para ouvir eleitores
    2:13
  • Os elevadores do futuro
    7:13
  • Demências afetam 50 milhões de pessoas
    2:23

    Mundo

    Cinquenta milhões de pessoas em todo o mundo e mais de 150 mil em Portugal sofrem de demências como o Alzheimer ou o Parkinson. Oitenta especialistas de 21 países reúnem-se esta semana na Fundação Champalimau, em Lisboa, para falar deste tipo de epidemia silenciosa.

  • Maria deixa 25 mil pessoas sem eletricidade em Guadalupe
    2:24
  • Pistolas Nerf podem causar graves lesões nos olhos

    Mundo

    As balas das pistolas Nerf, quando atingem os olhos, podem causar graves lesões. O aviso é de um grupo de médicos de Londres, que recomenda a utilização de óculos protetores e o aumento da idade mínima para a utilização dos brinquedos.

    SIC

  • Investigadores descobrem como transformar gordura "má" em gordura "boa"

    Mundo

    Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu como converter a gordura corporal "má" em gordura "boa", permitindo queimar mais calorias e atrasar o aumento de peso, num estudo conduzido em ratos. Estes resultados abrem caminho para a possibilidade de desenvolver tratamentos mais eficazes para a obesidade e para a diabetes associada ao aumento de peso em pessoas, segundo os autores.

  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC