sicnot

Perfil

Desporto

Federação inglesa quer investigar declarações de Blatter sobre Mundial de 2018

Greg Dyke, presidente da federação inglesa de futebol (FA), afirmou hoje que a organização vai investigar as declarações de Joseph Blatter, o presidente suspenso da FIFA, sobre um acordo para entregar o Mundial de 2018 à Rússia.

Reuters

Reuters

© Reuters Staff / Reuters

Blatter dissera à agência de notícias russa TASS que existia um acordo para entregar o Mundial de 2018 à Rússia e depois o de 2022 aos Estados Unidos, mas o presidente da UEFA, Michel Platini, com o apoio do então presidente francês, Nicolas Sarkozy, estabeleceu alegadamente um plano de apoio à candidatura vencedora de 2022, a do Qatar.

A Inglaterra foi candidata a 2018, mas foi eliminada na primeira volta de votações, só com dois votos no Comité Executivo da FIFA.

"Vamos olhar com pormenor para o que Blatter diz", afirmou Dyke perante a Comissão de Cultura, Media e Desporto do Parlamento britânico. "Suspeito que a resposta (de Blatter) vá ser 'fui mal citado'. Mas se disse mesmo aquilo, deve ser investigado", acrescentou.

Para Dyke, "nada do que diga Blatter surpreende muito", no atual contexto: "Se ele diz 'queríamos a Rússia', e parece que o queria definido mesmo antes da votação, está a sugerir que já estava tudo arranjado".

A FA gastou 29,1 milhões de euros na fracassada candidatura para 2018, dos quais perto de oito por cento de financiamento público, verba que Dyke diz que seria "muito bom" ver de volta.

Dyke acrescentou que não há planos para a Inglaterra avançar, caso seja retirada à Rússia a organização do próximo Mundial ou ao Qatar o Mundial de 20122.

Lusa

  • Taxa de desemprego abaixo dos 10%

    Economia

    A taxa de desemprego em fevereiro ficou afinal nos 9,9%. O Instituto Nacional de Estatística reviu o indicador em baixa de 0,1 pontos percentuais, esta sexta-feira. É o valor mais baixo desde fevereiro de 2009.

  • Incêndio dominado em Gondomar
    4:25

    País

    Está dominado o incêndio que esta manhã obrigou à evacuação da Escola Secundária de São Pedro da Cova, no concelho de Gondomar. A repórter Susana Bastos esteve no local.

  • "Tanolas" tem cadastro criminal e já foi condenado a pena suspensa
    0:55
  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    Luís Montenegro garante que nunca será candidato à presidência do PSD contra o Passos Coelho. Convidado da Quadratura do Círculo, na SIC Notícias, o líder da bancada dos sociais-democratas acha mesmo que é um exagero dizer-se que Pedro Passos Coelho está politicamente morto.