sicnot

Perfil

Desporto

Federação inglesa quer investigar declarações de Blatter sobre Mundial de 2018

Greg Dyke, presidente da federação inglesa de futebol (FA), afirmou hoje que a organização vai investigar as declarações de Joseph Blatter, o presidente suspenso da FIFA, sobre um acordo para entregar o Mundial de 2018 à Rússia.

Reuters

Reuters

© Reuters Staff / Reuters

Blatter dissera à agência de notícias russa TASS que existia um acordo para entregar o Mundial de 2018 à Rússia e depois o de 2022 aos Estados Unidos, mas o presidente da UEFA, Michel Platini, com o apoio do então presidente francês, Nicolas Sarkozy, estabeleceu alegadamente um plano de apoio à candidatura vencedora de 2022, a do Qatar.

A Inglaterra foi candidata a 2018, mas foi eliminada na primeira volta de votações, só com dois votos no Comité Executivo da FIFA.

"Vamos olhar com pormenor para o que Blatter diz", afirmou Dyke perante a Comissão de Cultura, Media e Desporto do Parlamento britânico. "Suspeito que a resposta (de Blatter) vá ser 'fui mal citado'. Mas se disse mesmo aquilo, deve ser investigado", acrescentou.

Para Dyke, "nada do que diga Blatter surpreende muito", no atual contexto: "Se ele diz 'queríamos a Rússia', e parece que o queria definido mesmo antes da votação, está a sugerir que já estava tudo arranjado".

A FA gastou 29,1 milhões de euros na fracassada candidatura para 2018, dos quais perto de oito por cento de financiamento público, verba que Dyke diz que seria "muito bom" ver de volta.

Dyke acrescentou que não há planos para a Inglaterra avançar, caso seja retirada à Rússia a organização do próximo Mundial ou ao Qatar o Mundial de 20122.

Lusa

  • Vem lá chuva

    País

    A chuva vai voltar a Portugal continental a partir de quarta-feira e pelo menos até domingo, enquanto as temperaturas mínimas deverão subir.

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Violação emitida em direto no Facebook

    Mundo

    Três homens foram detidos na Suécia, por suspeitas de violação de uma mulher, num apartamento a 70 quilómetros da capital. Os suspeitos filmaram o ato de violência e exibiram-no em direto no Facebook.

  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.