sicnot

Perfil

Desporto

Sérvio Milorad Mazic árbitro do Benfica-Galatasaray para a Liga dos Campeões

O árbitro sérvio Milorad Mazic foi hoje nomeado pela UEFA para dirigir a receção de terça-feira do Benfica ao Galatasaray, em jogo da quarta jornada da Liga dos Campeões de futebol.

© Jorge Silva / Reuters

Esta será a segunda vez que Mazic dirige um encontro do Benfica, depois de na temporada de 2011/2012 ter arbitrado a deslocação dos 'encarnados' à Turquia para defrontar o Fenerbahçe, em jogo da primeira mão das meias-finais da Liga Europa, que o Benfica perdeu por 1-0. A equipa portuguesa venceu na segunda mão por 3-1 e apurou-se para a final da competição.

Além do Benfica, Mazic, 42 anos, dirigiu moutras duas equipas lusas para as competições europeias, a derrota (3-2) do Sporting de Braga em casa do Manchester United, na fase de grupos da temporada de 2012/2013, e o empate (0-0) do Nacional na receção ao Birmingham, no 'play-off' de apuramento para a Liga Europa em 2011/2012.

Mazic esteve ainda presente na pesada derrota por 4-0 da seleção portuguesa diante da Alemanha no arranque do Campeonato do Mundo de 2014, tendo ainda dirigido uma partida da seleção de sub-19, que venceu na Geórgia por 3-0 no apuramento para o europeu de 2011.

Lusa

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.