sicnot

Perfil

Desporto

Tiago Monteiro vence segunda corrida na Tailândia em WTCC

O piloto português Tiago Monteiro (Honda) venceu hoje na Tailândia a segunda corrida da 11.ª e penúltima etapa do Mundial de carros de turismo (WTCC), que confirmou o argentino José María López (Citroen) como bicampeão.

No Circuito de Buriram, o piloto argentino não desperdiçou o primeiro match-point da temporada e somou aos cinco pontos da pole-position os 25 correspondentes à vitória na primeira corrida, beneficiando do abandono do principal rival, o companheiro de equipa francês Ivan Muller, para se sagrar bicampeão.

Tal como tinha sucedido na temporada anterior, a Citroen voltou a dominar por completo o campeonato, conseguindo 18 vitórias em 22 possíveis, nove das quais por intermédio de López.

Na primeira corrida de hoje o argentino terminou as 16 voltas ao traçado tailandês com 1,3 segundos de vantagem sobre o francês Sébastien Loeb (Citroen) e 6,3 sobre o chinês Ma Qing Hua (Citroen), com o português Tiago Monteiro a terminar em sétimo.

Na segunda corrida, o triunfo voltou a sorrir a Tiago Monteiro. O português, já com três vitórias na temporada, foi, até a agora, a par do húngaro Norbert Michelisz (venceu uma vez), o único não Citroen a conseguir vencer uma corrida, quando falta apenas uma prova para o final a época de 2015.

"Foi uma corrida muito dura. Andei sempre nos limites como se estivesse, sistematicamente, a fazer voltas rápidas de qualificação, mas simplesmente porque percebi que só assim conseguia passar para a frente. A ultrapassagem correu na perfeição e estou muito feliz com esta vitória não só por mim, mas por toda a equipa", afirmou o português citado pela sua assessoria de imprensa.

Saído da segunda posição, depois de ter feito o nono tempo na qualificação (os 10 primeiros lugares da grelha invertem face à primeira corrida), o português superou Michelisz e acabou por vencer a prova, interrompida a duas voltas do fim, por razões de segurança, devido à perda de visibilidade.

A dois segundos do portuense terminou o Loeb, enquanto o chinês Ma Qing Hua, a 7,7 segundos, ficou no terceiro posto.

Com apenas uma etapa para o final da época, o português, atualmente na quinta posição do campeonato com 196 pontos, tem ainda a possibilidade de subir ao quarto posto, já que Ma segue a 14.

"Sempre foi essa a meta e está sem dúvida mais próximo de ser conseguida. Este fim-de-semana, numa pista difícil para o nosso carro, este resultado é ouro sobre azul. Para a última prova no Qatar temos de manter o mesmo nível. Mais um pódio ser excecional", disse

A 12.ª e última prova de 2015 corre-se no Qatar, no Circuito de Losail, numa prova que terá características diferentes do habitual. Vai-se correr de noite e, em vez do habitual domingo, a corrida disputa-se numa sexta-feira, a 27 de novembro.

Lusa

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.