sicnot

Perfil

Desporto

Equipa de Tiago Monteiro vai recorrer da desclassificação do piloto em Xangai

A equipa do português Tiago Monteiro, JAS Motorsport, decidiu esta segunda-feira recorrer ao Tribunal Internacional de Apelação da FIA da desclassificação imposta ao portuense depois do triunfo na segunda corrida de Xangai, no campeonato mundial de carros de turismo.

No domingo, no final daquela que seria a sua terceira vitória da temporada, no Circuito de Buriram, o português acabou excluído da classificação oficial da segunda corrida. (Arquivo)

No domingo, no final daquela que seria a sua terceira vitória da temporada, no Circuito de Buriram, o português acabou excluído da classificação oficial da segunda corrida. (Arquivo)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

"Lamento imenso pelo Tiago que fez uma corrida excecional. [após a primeira corrida]. A equipa fez tudo o que podia para reparar o carro e, como é óbvio, verificamos a altura ao solo que estava perfeita. Do nosso ponto de vista, o Tiago merece esta vitória e, por isso, vamos apelar da decisão porque entendemos que a infração foi resultado do acidente da primeira corrida e não uma intenção deliberada de desrespeitar os regulamentos" afirmou, citado pela assessoria do piloto, Alessandro Mariani, responsável da Honda.

No domingo, no final daquela que seria a sua terceira vitória da temporada, no Circuito de Buriram, o português acabou excluído da classificação oficial da segunda corrida, uma vez que, segundo as verificações técnicas realizadas ao Honda número 18, este não respeitava a altura mínima regulamentar em relação ao solo (60 milímetros).

Quanto ao piloto, disse "não ter dúvidas de ter ganho a corrida em pista" e que deixa agora a decisão nas mãos de quem tem o direito de decidir.

Certo é que com a desclassificação, e até decisão oficial contrária, Monteiro perdeu os 25 pontos referentes à vitória, descendo da quarta para a sétima posição do campeonato, com 171 pontos.

Lusa

  • Défice recua quase 400 milhões de euros em janeiro

    Economia

    O buraco das contas públicas atingiu os 625 milhões de euros no primeiro mês de 2017, segundo os dados da execução orçamental. É uma redução de 397 milhões, quando comparado com o mesmo mês do ano passado.

    Em desenvolvimento

  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • Portugal é o segundo país da Europa com mais emigrantes
    1:39

    País

    São 2,3 milhões os portugueses que vivem no estrangeiro, ou seja, 22% da população. O último relatório do Observatório da Emigração relativo a 2015 mostra que se manteve o mesmo número de saídas de Portugal para o estrangeiro registadas no pico atingido em 2013: acima das 110 mil por ano. O Reino Unido é o principal país de destino.

  • Descoberta produção de canábis em abrigo nuclear 

    Mundo

    A polícia britânica descobriu, no sul de Inglaterra, um antigo abrigo nuclear subterrâneo adaptado à produção de canábis em grande escala. A operação levou à detenção de cinco homens e um adolescente de 15 anos. Foram também apreendidas milhares de plantas de canábis.

  • Carnaval na Almirante Reis
    2:39

    País

    Lisboa também celebra o Carnaval e esta manhã mais de três mil crianças participaram num desfile pela Avenida Almirante Reis, alunas de escolas públicas e privadas de 24 nacionalidades. Na freguesia de Arroios vivem estrangeiros de 79 nacionalidades.