sicnot

Perfil

Desporto

Equipa de Tiago Monteiro vai recorrer da desclassificação do piloto em Xangai

A equipa do português Tiago Monteiro, JAS Motorsport, decidiu esta segunda-feira recorrer ao Tribunal Internacional de Apelação da FIA da desclassificação imposta ao portuense depois do triunfo na segunda corrida de Xangai, no campeonato mundial de carros de turismo.

No domingo, no final daquela que seria a sua terceira vitória da temporada, no Circuito de Buriram, o português acabou excluído da classificação oficial da segunda corrida. (Arquivo)

No domingo, no final daquela que seria a sua terceira vitória da temporada, no Circuito de Buriram, o português acabou excluído da classificação oficial da segunda corrida. (Arquivo)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

"Lamento imenso pelo Tiago que fez uma corrida excecional. [após a primeira corrida]. A equipa fez tudo o que podia para reparar o carro e, como é óbvio, verificamos a altura ao solo que estava perfeita. Do nosso ponto de vista, o Tiago merece esta vitória e, por isso, vamos apelar da decisão porque entendemos que a infração foi resultado do acidente da primeira corrida e não uma intenção deliberada de desrespeitar os regulamentos" afirmou, citado pela assessoria do piloto, Alessandro Mariani, responsável da Honda.

No domingo, no final daquela que seria a sua terceira vitória da temporada, no Circuito de Buriram, o português acabou excluído da classificação oficial da segunda corrida, uma vez que, segundo as verificações técnicas realizadas ao Honda número 18, este não respeitava a altura mínima regulamentar em relação ao solo (60 milímetros).

Quanto ao piloto, disse "não ter dúvidas de ter ganho a corrida em pista" e que deixa agora a decisão nas mãos de quem tem o direito de decidir.

Certo é que com a desclassificação, e até decisão oficial contrária, Monteiro perdeu os 25 pontos referentes à vitória, descendo da quarta para a sétima posição do campeonato, com 171 pontos.

Lusa

  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Turista italiano assassinado em favela do Rio de Janeiro
    1:01

    Mundo

    Um turista italiano de 52 anos foi assassinado numa favela do Rio de Janeiro, no Brasil, enquanto viajava com um amigo. Após várias horas com o gangue autor do crime, o amigo que se encontrava com a vítima acabou por ser libertado.

  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47