sicnot

Perfil

Desporto

Honda acusa Rossi de derrubar Marc Marquez propositadamente

O vice-presidente da Honda Racing, Shuhei Nakamoto, disse esta segunda-feira que o motociclista italiano Valentino Rossi (Yamaha) derrubou de propósito o espanhol Marc Marquez no Grande Prémio da Malásia, penúltima prova do Mundial de motociclismo.

Rossi (E) vai começar o último Grande Prémio, no domingo, em Valência, na última posição da grelha devido ao incidente com Marc Marquez (D).

Rossi (E) vai começar o último Grande Prémio, no domingo, em Valência, na última posição da grelha devido ao incidente com Marc Marquez (D).

© Max Rossi / Reuters

"É claro que Valentino fez de propósito para empurrar o Marc para fora da pista, algo que é proibido", declarou Nakamoto, que também é patrão da construtora Honda, numa entrevista publicada no sítio oficial da internet da fabricante.

Rossi lidera o campeonato de MotoGP a sete pontos de distância do espanhol Jorge Lorenzo, mas vai começar o último Grande Prémio, no domingo, em Valência, na última posição da grelha devido ao incidente com Marc Marquez, no qual foi considerado culpado de pontapear o espanhol.

O italiano recorreu da decisão e vai ser ouvido pelo Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) 48 horas antes de a corrida começar, depois de acusar Marquez de "jogo sujo", por ajudar o seu compatriota a ganhar pontos e, desta forma, ficar mais perto do título.

"Os dados da moto do Marc mostram-nos que apesar de ele levantar a moto, tentando evitar contacto com o Valentino, o travão da frente recebeu um impacto súbito que prendeu o pneu da frente, provocando o acidente. Acreditamos que esse impacto tenha sido o pontapé de Rossi", acrescentou ainda Shuhei Nakamoto.

O secretário de Estado do Desporto espanhol, Miguel Cardenal, já comentou o ambiente que envolve a última corrida da temporada, dizendo que espera que "'fair-play' prevaleça".

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.