sicnot

Perfil

Desporto

Honda acusa Rossi de derrubar Marc Marquez propositadamente

O vice-presidente da Honda Racing, Shuhei Nakamoto, disse esta segunda-feira que o motociclista italiano Valentino Rossi (Yamaha) derrubou de propósito o espanhol Marc Marquez no Grande Prémio da Malásia, penúltima prova do Mundial de motociclismo.

Rossi (E) vai começar o último Grande Prémio, no domingo, em Valência, na última posição da grelha devido ao incidente com Marc Marquez (D).

Rossi (E) vai começar o último Grande Prémio, no domingo, em Valência, na última posição da grelha devido ao incidente com Marc Marquez (D).

© Max Rossi / Reuters

"É claro que Valentino fez de propósito para empurrar o Marc para fora da pista, algo que é proibido", declarou Nakamoto, que também é patrão da construtora Honda, numa entrevista publicada no sítio oficial da internet da fabricante.

Rossi lidera o campeonato de MotoGP a sete pontos de distância do espanhol Jorge Lorenzo, mas vai começar o último Grande Prémio, no domingo, em Valência, na última posição da grelha devido ao incidente com Marc Marquez, no qual foi considerado culpado de pontapear o espanhol.

O italiano recorreu da decisão e vai ser ouvido pelo Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) 48 horas antes de a corrida começar, depois de acusar Marquez de "jogo sujo", por ajudar o seu compatriota a ganhar pontos e, desta forma, ficar mais perto do título.

"Os dados da moto do Marc mostram-nos que apesar de ele levantar a moto, tentando evitar contacto com o Valentino, o travão da frente recebeu um impacto súbito que prendeu o pneu da frente, provocando o acidente. Acreditamos que esse impacto tenha sido o pontapé de Rossi", acrescentou ainda Shuhei Nakamoto.

O secretário de Estado do Desporto espanhol, Miguel Cardenal, já comentou o ambiente que envolve a última corrida da temporada, dizendo que espera que "'fair-play' prevaleça".

Lusa

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.