sicnot

Perfil

Desporto

Turkish Airlines diz que processo relativo a adeptos do FC Porto seguiu para Tribunal

A Turkish Airlines disse hoje que os tribunais vão avaliar os desacatos provocados por quatro adeptos do FC Porto num voo que seguia para Istambul, obrigando a uma aterragem de emergência em Roma, admitindo ainda vir a tomar medidas internas.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Navesh Chitrakar / Reuters

Em resposta à Lusa, a companhia aérea turca explicou que "as autoridades policiais italianas fizeram a intervenção necessária e o assunto seguiu para Tribunal", referindo que poderá ainda tomar medidas internas após a análise do sucedido no voo TK 1450, com destino a Istambul.

Quatro adeptos do FC Porto provocaram no domingo desacatos num avião que seguia para Istambul, na Turquia, levando o comandante a optar por aterrar em Roma, onde aqueles elementos foram expulsos.

"A companhia poderá tomar as ações necessárias, em conformidade com os regulamentos da empresa, estando ainda o processo em avaliação", adiantou o responsável pela comunicação social, Ali Genc, à Lusa.

O líder da claque portista Super Dragões, Fernando Madureira, disse à Lusa que, num voo de uma companhia turca em que seguiam mais de 30 adeptos do FC Porto, quatro criaram problemas com as hospedeiras e o comandante entendeu aterrar em Roma.

Fernando Madureira relatou que os adeptos foram expulsos do avião, mas não foram detidos, e hoje vão prosseguir, por meios próprios, rumo a Israel, para assistir ao desafio do FC Porto quarta-feira em Telavive, para a Liga dos Campeões de futebol.

O voo da Turkish Airlines prosseguiu posteriormente a rota para Istambul, de onde a restante claque seguiu para Telavive.

  • Incêndios causaram 76 feridos no espaço de uma semana
    0:34

    País

    No espaço de uma semana, 76 pessoas ficaram feridas, incluindo seis com gravidade, durante os incêndios florestais. Na conferência de imprensa desta tarde, a Proteção Civil explicou que há cinco planos municipais de emergência ativos por causa das chamas.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.