sicnot

Perfil

Desporto

Abramovich recusa 50 milhões do Mónaco por José Mourinho

O dono do Chelsea, Roman Abramovich, recusou esta terça-feira 50 milhões de euros para libertar o treinador José Mourinho para o Mónaco, segundo o empresário italiano Alessandro Proto, acionista minoritário do clube da liga francesa de futebol.

Mourinho regressou ao Chelsea em junho de 2013.

Mourinho regressou ao Chelsea em junho de 2013.

© Reuters Staff / Reuters

"Oferecemos 50 milhões de euros para ter o treinador de imediato, mas a exigência foi de 100 milhões de euros, valor que nos parece exagerado", afirmou o empresário, em comunicado da Proto Enterprises enviado à agência EFE.

O transalpino, que revelou que reuniu com o milionário russo Abramovich hoje em Londres, acrescentou que o Mónaco, treinador pelo pelo também português Leonardo Jardim, "não paga um valor destes".

Ainda assim, Alessandro Proto diz que vai "pensar na proposta", pois considera que Mourinho "é o melhor treinador do Mundo", pelo que poderá avançar para o negócio "como um investimento".

Proto defende que Mourinho "não ficará muito mais tempo no Chelsea", revelando que há uma equipa de Espanha, uma de França e outra dos Estados Unidos dispostas a pagar o valor pedido por Abramovich.

Lusa

  • A homenagem a Mário Soares no congresso do PS
    2:30
  • Costa defende legalização da eutanásia como forma de "alargar a liberdade"
    0:42
  • Duquesa de Sussex já tem brasão

    Harry & Meghan

    O Palácio de Kensington apresentou esta sexta-feira o brasão da Duquesa de Sussex, Meghan Markle. O brasão foi criado pelo College of Arms mas teve a ajuda da duquesa para que este fosse "pessoal e representativo".

    SIC