sicnot

Perfil

Desporto

Abramovich recusa 50 milhões do Mónaco por José Mourinho

O dono do Chelsea, Roman Abramovich, recusou esta terça-feira 50 milhões de euros para libertar o treinador José Mourinho para o Mónaco, segundo o empresário italiano Alessandro Proto, acionista minoritário do clube da liga francesa de futebol.

Mourinho regressou ao Chelsea em junho de 2013.

Mourinho regressou ao Chelsea em junho de 2013.

© Reuters Staff / Reuters

"Oferecemos 50 milhões de euros para ter o treinador de imediato, mas a exigência foi de 100 milhões de euros, valor que nos parece exagerado", afirmou o empresário, em comunicado da Proto Enterprises enviado à agência EFE.

O transalpino, que revelou que reuniu com o milionário russo Abramovich hoje em Londres, acrescentou que o Mónaco, treinador pelo pelo também português Leonardo Jardim, "não paga um valor destes".

Ainda assim, Alessandro Proto diz que vai "pensar na proposta", pois considera que Mourinho "é o melhor treinador do Mundo", pelo que poderá avançar para o negócio "como um investimento".

Proto defende que Mourinho "não ficará muito mais tempo no Chelsea", revelando que há uma equipa de Espanha, uma de França e outra dos Estados Unidos dispostas a pagar o valor pedido por Abramovich.

Lusa

  • Taxa de desemprego abaixo dos 10%

    Economia

    A taxa de desemprego em fevereiro ficou afinal nos 9,9%. O Instituto Nacional de Estatística reviu o indicador em baixa de 0,1 pontos percentuais, esta sexta-feira. É o valor mais baixo desde fevereiro de 2009.

  • Incêndio dominado em Gondomar
    4:25

    País

    Está dominado o incêndio que esta manhã obrigou à evacuação da Escola Secundária de São Pedro da Cova, no concelho de Gondomar. A repórter Susana Bastos esteve no local.

  • "Tanolas" tem cadastro criminal e já foi condenado a pena suspensa
    0:55
  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    Luís Montenegro garante que nunca será candidato à presidência do PSD contra o Passos Coelho. Convidado da Quadratura do Círculo, na SIC Notícias, o líder da bancada dos sociais-democratas acha mesmo que é um exagero dizer-se que Pedro Passos Coelho está politicamente morto.