sicnot

Perfil

Desporto

Presidente do Trabzonspor da Turquia suspenso por reter árbitro no estádio

O presidente do Trabzonspor, Ibrahim Haciosmanoglu, foi suspenso por dez meses e multado em 48.500 euros por ter retido o árbitro do último jogo para a liga turca de futebol, anunciou hoje a federação do país.

© Giorgio Perottino / Reuters

A Federação Turca de Futebol também decretou que o Trabzonspor jogará os dois próximos jogos do campeonato em casa à porta fechada.

Haciosmanoglu manteve retido o árbitro Cagatay Sahan, do último jogo a contar para a liga turca, e os restantes elementos da equipa de arbitragem, só os libertando depois de receber uma chamada do Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan.

O presidente do Trabzonspor queixou-se da arbitragem, por esta não ter assinalado um penálti a seu favor, e manteve a mesma dentro do estádio durante quatro horas.

O jogo de quarta-feira da semana passada contra o Gaziantepspor, a contar para a 10.ª jornada, terminou empatado 2-2, no estádio Hüseyin Avni Aker.

Quando informado sobre o assunto, o presidente do clube, que estava em Istambul, a cerca de 900 quilómetros de Trebizonda, ordenou que não deixassem o árbitro abandonar as instalações, prometendo que ia apanhar um avião privado para se deslocar ao recinto.

Depois disto, Haciomasnoglu ligou para a emissora de televisão 'A Spor', para se queixar em direto da atuação do árbitro, e utilizou expressões como "se temos que morrer, morreremos como homens, mas nunca viveremos como mulheres", reafirmando que o árbitro não podia sair do estádio sem que ele chegasse.

Quatro horas mais tarde, uma chamada telefónica do Presidente da Turquia conseguiu acalmar o empresário, que deu permissão para o árbitro abandonar o estádio.

O Trabzonspor ocupa atualmente a nona posição da tabela classificativa e tem no seu plantel o português José Bosingwa e o paraguaio ex-Benfica Óscar Cardozo.

Lusa

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Trabalhadores da saúde iniciam greve nacional

    País

    Trabalhadores da saúde estão esta sexta-feira a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Juiz brasileiro morto em acidente aéreo investigava corrupção na Petrobras
    1:28
  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.