sicnot

Perfil

Desporto

Rossi espera lutar pelo título do MotoGP em igualdade de circunstâncias com Lorenzo

O piloto italiano Valentino Rossi, atual líder do Mundial de MotoGP, mostrou-se esta quarta-feira confiante de poder lutar pelo título mundial no domingo, no Grande Prémio da Comunidade Valenciana, em igualdade de condições com o espanhol Jorge Lorenzo.

O espanhol e o italiano vão discutir o título mundial em Valência. (Arquivo)

O espanhol e o italiano vão discutir o título mundial em Valência. (Arquivo)

© Marcelo del Pozo / Reuters

"Ainda estou à espera da decisão do TAS, mas espero poder correr um grande prémio normal, onde lutarei pelo título, em igualdade de condições com o Jorge", disse Rossi, em declarações disponibilizadas pela sua equipa, a Yahama.

O italiano encontra-se a aguardar a resolução sobre o recurso que apresentou, a 30 de outubro, perante o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) contra a decisão de castiga-lo com três pontos de penalização na sua carta, pelo incidente que protagonizou com o espanhol Marc Márquez no GP da Malásia, o que o relega para o último lugar da grelha de partida de Valência.

"Será um fim de semana muito intenso e também muito importante. O meu objetivo é trabalhar o melhor possível, juntamente com a minha equipa, e obter o máximo de cada sessão de treinos para apresentar-me na corrida de domingo com tudo o necessário para dar o melhor possível", completou.

'Il Dottore', líder do mundial de MotoGP, com sete pontos de vantagem sobre Jorge Lorenzo (Yamaha), foi condenado a partir do último lugar da grelha no GP da Comunidade Valenciana, 18.ª e última etapa do campeonato, por ter provocado a queda do espanhol Marc Márquez na Malásia.

A direção da corrida puniu o piloto da Yamaha com três pontos de penalização por ter tocado com o pé na moto de Márquez (Honda), campeão em título, quando ambos lutavam pelo terceiro lugar.

Rossi, que já tinha um ponto de penalização, por condução irresponsável no Grande Prémio de São Marino, viu aumentar o número de pontos de penalização na sequência do incidente com o espanhol e foi punido com a saída do último lugar na prova seguinte.

Lusa

  • A Verdade sobre a Mentira
    35:13
  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • Mais de 120 pessoas com hepatite A
    2:23

    País

    O surto de hepatite A já infetou 128 pessoas, 60 das quais estão internadas em hospitais de Lisboa e Coimbra. A Direção-Geral da saúde recomenda a vacinação apenas aos familiares dos doentes. Apesar de não haver ruptura de stocks, há farmácias que não têm vacinas.

  • Sobreviventes de Mossul relatam mutilações e execuções do Daesh
    1:32