sicnot

Perfil

Desporto

Rossi espera lutar pelo título do MotoGP em igualdade de circunstâncias com Lorenzo

O piloto italiano Valentino Rossi, atual líder do Mundial de MotoGP, mostrou-se esta quarta-feira confiante de poder lutar pelo título mundial no domingo, no Grande Prémio da Comunidade Valenciana, em igualdade de condições com o espanhol Jorge Lorenzo.

O espanhol e o italiano vão discutir o título mundial em Valência. (Arquivo)

O espanhol e o italiano vão discutir o título mundial em Valência. (Arquivo)

© Marcelo del Pozo / Reuters

"Ainda estou à espera da decisão do TAS, mas espero poder correr um grande prémio normal, onde lutarei pelo título, em igualdade de condições com o Jorge", disse Rossi, em declarações disponibilizadas pela sua equipa, a Yahama.

O italiano encontra-se a aguardar a resolução sobre o recurso que apresentou, a 30 de outubro, perante o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) contra a decisão de castiga-lo com três pontos de penalização na sua carta, pelo incidente que protagonizou com o espanhol Marc Márquez no GP da Malásia, o que o relega para o último lugar da grelha de partida de Valência.

"Será um fim de semana muito intenso e também muito importante. O meu objetivo é trabalhar o melhor possível, juntamente com a minha equipa, e obter o máximo de cada sessão de treinos para apresentar-me na corrida de domingo com tudo o necessário para dar o melhor possível", completou.

'Il Dottore', líder do mundial de MotoGP, com sete pontos de vantagem sobre Jorge Lorenzo (Yamaha), foi condenado a partir do último lugar da grelha no GP da Comunidade Valenciana, 18.ª e última etapa do campeonato, por ter provocado a queda do espanhol Marc Márquez na Malásia.

A direção da corrida puniu o piloto da Yamaha com três pontos de penalização por ter tocado com o pé na moto de Márquez (Honda), campeão em título, quando ambos lutavam pelo terceiro lugar.

Rossi, que já tinha um ponto de penalização, por condução irresponsável no Grande Prémio de São Marino, viu aumentar o número de pontos de penalização na sequência do incidente com o espanhol e foi punido com a saída do último lugar na prova seguinte.

Lusa

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.