sicnot

Perfil

Desporto

Rossi espera lutar pelo título do MotoGP em igualdade de circunstâncias com Lorenzo

O piloto italiano Valentino Rossi, atual líder do Mundial de MotoGP, mostrou-se esta quarta-feira confiante de poder lutar pelo título mundial no domingo, no Grande Prémio da Comunidade Valenciana, em igualdade de condições com o espanhol Jorge Lorenzo.

O espanhol e o italiano vão discutir o título mundial em Valência. (Arquivo)

O espanhol e o italiano vão discutir o título mundial em Valência. (Arquivo)

© Marcelo del Pozo / Reuters

"Ainda estou à espera da decisão do TAS, mas espero poder correr um grande prémio normal, onde lutarei pelo título, em igualdade de condições com o Jorge", disse Rossi, em declarações disponibilizadas pela sua equipa, a Yahama.

O italiano encontra-se a aguardar a resolução sobre o recurso que apresentou, a 30 de outubro, perante o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) contra a decisão de castiga-lo com três pontos de penalização na sua carta, pelo incidente que protagonizou com o espanhol Marc Márquez no GP da Malásia, o que o relega para o último lugar da grelha de partida de Valência.

"Será um fim de semana muito intenso e também muito importante. O meu objetivo é trabalhar o melhor possível, juntamente com a minha equipa, e obter o máximo de cada sessão de treinos para apresentar-me na corrida de domingo com tudo o necessário para dar o melhor possível", completou.

'Il Dottore', líder do mundial de MotoGP, com sete pontos de vantagem sobre Jorge Lorenzo (Yamaha), foi condenado a partir do último lugar da grelha no GP da Comunidade Valenciana, 18.ª e última etapa do campeonato, por ter provocado a queda do espanhol Marc Márquez na Malásia.

A direção da corrida puniu o piloto da Yamaha com três pontos de penalização por ter tocado com o pé na moto de Márquez (Honda), campeão em título, quando ambos lutavam pelo terceiro lugar.

Rossi, que já tinha um ponto de penalização, por condução irresponsável no Grande Prémio de São Marino, viu aumentar o número de pontos de penalização na sequência do incidente com o espanhol e foi punido com a saída do último lugar na prova seguinte.

Lusa

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • O que muda com a saída do Procedimento por Défice Excessivo?
    2:10
  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • Marcelo opta pelo silêncio sobre a eutanásia
    1:09

    Eutanásia

    Marcelo Rebelo de Sousa diz que só tomará uma posição sobre a eutanásia quando o diploma chegar a Belém. O chefe de Estado garante que vai ficar em silêncio, para não condicionar o debate e também "para ficar de mãos livres para decidir".