sicnot

Perfil

Desporto

Jorge Mendes diz que José Mourinho vai resolver os problemas do Chelsea

Jorge Mendes, agente do português José Mourinho, disse hoje que o treinador "vai resolver" os problemas do Chelsea, que depois de conquistar o título inglês de futebol ocupa o 15.º lugar da Liga inglesa.

Matt Dunham

"Ele não precisa de provar nada a ninguém. Ele sabe o que fazer. Muitas pessoas falam sobre o assunto, mas não há hipótese [de sair do Chelsea]. Ele vai resolver o problema. Ele é o melhor", afirmou Jorge Mendes à BBC.

Jorge Mendes atestou a confiança na qualidade do técnico luso, de 52 anos, recordando os títulos já conquistados.

"No FC Porto ele ganhou a Liga Europa, o campeonato e a Liga dos Campeões. Ele ganha tudo. Depois disso, no Chelsea foi fantástico, depois de 50 anos e ganhou o campeonato, deixando todos felizes com ele. No Inter Milão, ninguém esperava que pudesse vencer a 'Champions' e até mesmo os quartos de final pareciam impossíveis. No Real Madrid, contra a melhor equipa do mundo ele voltou a vencer o campeonato. Ele é especial", frisou.

Nesse sentido, foi fácil para o agente perceber a reação dos adeptos do Chelsea, durante o encontro de quarta-feira para a Liga dos Campeões frente ao Dínamo Kiev, quando entoaram o nome do técnico.

"A reação dos adeptos diz tudo. Eles gostam dele. Todas as pessoas, jogadores, treinadores, têm bons e maus momentos. É impossível encontrar alguém como ele para resolver o problema", insistiu.

Lusa

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.

  • Dirigente derrotado da Gâmbia concorda em ceder poder

    Mundo

    O ex-presidente e candidato derrotado das eleições na Gâmbia, Yahya Jammeh, concordou em ceder o poder ao novo Presidente do país, empossado na quinta-feira, indicou esta sexta-feira um responsável governamental senegalês.