sicnot

Perfil

Desporto

Mourinho disse a árbitros do jogo com o West Ham que eram fracos

O treinador do Chelsea, José Mourinho, acusou os árbitros do encontro com o West Ham de serem fracos, o que levou a que fosse castigado com um jogo de suspensão na Liga inglesa de futebol.

Por ter sido expulso ao intervalo do encontro com o West Ham, Mourinho foi punido com uma suspensão de um jogo e multa de 56 mil euros, na sequência da conduta considerada imprópria.

Por ter sido expulso ao intervalo do encontro com o West Ham, Mourinho foi punido com uma suspensão de um jogo e multa de 56 mil euros, na sequência da conduta considerada imprópria.

© Reuters Staff / Reuters

De acordo com o relatório do árbitro, hoje tornado público pela Federação Inglesa de Futebol (FA), José Mourinho esteve no balneário da equipa de arbitragem, liderada por Jon Moss, ao intervalo do encontro com os 'hammers' para questionar os juízes sobre uma entrada de um jogador, um fora de jogo e um golo não validado ao Chelsea.

"Depois disto pedi-lhe para deixar o balneário. Ele recusou. Pedi-lhe de novo. Depois de ele recusar de novo, pedi ao sr. Sutton [chefe de segurança do West Ham] para o acompanhar para o exterior do balneário. Nesse momento, Mourinho tornou-se muito agressivo e agitado. Ele gritou que vocês árbitros são uns fracos. Wenger tem razão, vocês são fracos", lê-se no relatório do árbitro.

Por ter sido expulso ao intervalo do encontro com o West Ham, Mourinho foi punido com uma suspensão de um jogo e multa de 56 mil euros, na sequência da conduta considerada imprópria.

O Chelsea, que cumprirá a 12.ª jornada sábado, no terreno do Stoke City (onde foi eliminado, na passada semana para a Taça da Liga inglesa), é 15.º classificado, com 11 pontos, um lugar e dois pontos abaixo do adversário desse dia.

Lusa

  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57
  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • Maioria das praias do Algarve já não tem nadador-salvador
    2:19

    País

    A lei não obrigada os concessionários a garantir o serviço e, por isso, a esmagadora maioria das praias do Algarve está sem vigilância desde 30 de setembro. Ainda assim, os areais vão atraindo milhares de banhistas com as temperaturas altas que ainda se fazem sentir. Um nadador-salvador recomenda os banhistas a não nadar e, em dias de ondulação, evitar caminhadas à beira-mar.

  • Parlamento catalão vai responder à ativação do artigo 155
    1:54
  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31