sicnot

Perfil

Desporto

Agência Mundial Antidopagem recomenda suspensão da Federação russa de atletismo

A Comissão Independente (CI) da Agência Mundial Antidopagem (AMA) recomendou hoje a suspensão da Federação russa de atletismo, por práticas de doping, assim como a retirada da acreditação ao laboratório de Moscovo.

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

© Denis Balibouse / Reuters

A AMA tornou hoje público o relatório elaborado pela comissão, que acusa, entre outras coisas, os serviços secretos russos de intimidação e recomenda, igualmente, a suspensão para a vida de cinco atletas e cinco treinadores.

"A CI [Comissão Independente] recomendou que a IAAF suspenda a ARAF (Federação Russa de atletismo]", indica o relatório da órgão criado para investigar os casos.

Entre os atletas que a comissão quer ver afastados do atletismo está Maria Savanova, campeã olímpica dos 800 metros nos Jogos de Londres2012.

A agência mundial criou uma comissão de três elementos, chefiada por Dick Pound, justamente com o objetivo de investigar os casos de doping, trazidos a pública por uma estação televisiva alemã em dezembro de 2014.

De acordo com os responsáveis da Comissão, é muito claro que os casos de doping no atletismo russo "não poderiam ter acontecido" sem o conhecimento e consentimento do governo russo.

"Tudo isto não seria possível de acontecer sem o conhecimento das autoridades estatais", começou por dizer Dick Pound à imprensa, no âmbito da apresentação do relatório com enfoque na dopagem no atletismo russo.

Questionado se as irregularidades dos atletas russos teriam apoio do Estado, Pound disse: "sim, não creio que seja possível outra conclusão. Não tinha como não saberem".

A AMA quer agora que a Rússia seja impedida de estar nos Jogos do Rio2016, face à questão do doping, e o relatório de hoje chega ao ponto de referir que os Jogos de Londres2012 foram "sabotados" com a participação de atletas dopados.

O relatório incide unicamente na Rússia e no atletismo, mas a AMA considera que a "dopagem organizada" diz também respeito a outros países e outros desportos.

Lusa

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.